sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

CRER EM DEUS // CREER EN DIOS

Para bem viver a vida, é preciso ter Fé...
Para vivir bien en la vida, es importante tener Fé...
CRER EM DEUS
Marcial Salaverry

Como filho de Deus,
acredite em teu poder mental,
e faça de ti um vencedor.
Não há ninguém que seja melhor ou pior.
Se muitos já chegaram onde se propuseram,
certamente tu também poderás chegar,
desde que se disponha a trabalhar para faze-lo,
e a estudar para melhorar teus conhecimentos.
Nada se consegue sem sacrificios.
Não tenha medo de ir à luta
e de empenhar-se no cumprimento de tuas obrigações,
e assim poderás considerar-te um vencedor,
mesmo que não chegue aonde queres chegar...

* * *

CREER EN DIOS
Marcial Salaverry

Como hijo de Dios cree en tu poder mental,
y haz de tí un vencedor.
No hay nadie que sea mejor o peor.
Si muchos yá llegaron donde se propusieron,
ciertamente tú también podrás llegar,
desde que se disponga a trabajar para hacerlo,
y a estudiar para amejorar tus conocimientos.
Nada se consigue sin sacrificios.
No tenga miedo de ir a la lucha,
y de empeñarse  en tus obligaciones,
y asi podrás considerarte un ganador,
aunque no llegue adonde quieres llegar...

ALEGRA NA ALMA AJUDA A VIVER BEM

É importante saber viver com alegria na alma... 
Portanto, vamos viver com alegria cada dia de nossa vida,
esquecendo a tristeza, que tira a beleza da vida...
Se problemas existem, soluções podem existir...
Ósculos e amplexos
Marcial

ALEGRIA NA ALMA AJUDA A VIVER BEM
Marcial Salaverry

 Uma conclusão muito fácil de ser entendida, é a que afirma a plena e total certeza de que é muito importante saber viver com alegria na alma, pois este é um dos atributos para que se possa atingir a felicidade. A alegria de viver é algo que sempre devemos manter, por pior que as coisas fiquem. Como diz o ditado, "tristezas não pagam dívidas", e assim, não devemos deixar que a tristeza domine nossa alma...

Em ocasiões de crise, seja econômica, sentimental ou de vergonha, se nos entregarmos ao desespero, tudo só tenderá a piorar. Mantendo-se uma certa dose de otimismo, de tranquilidade, e principalmente com alegria interior, as soluções serão mais fáceis de ser encontradas.

Meu grande amigo L’Inconnu anda um tanto ausente, mas agora brindou-me com uma pérola que se aplica bem ao tema, vejam: 
"Não importa se a estação do ano muda, se o século vira e se o milênio é outro, se problemas surgem, se a idade aumenta, conserve a vontade de viver; não se chega à parte alguma sem ela." 

Efetivamente, a vontade, a alegria de viver é algo que nunca podemos perder. Nunca devemos nos entregar ao desespero, ao desalento, achando que tudo está perdido, mesmo que realmente esteja. Se não houver nenhuma possibilidade de se reverter uma situação, mantendo-se o sangue frio, a vontade de superação, encontraremos pelo menos uma maneira de diminuir o impacto do golpe, minimizando os efeitos nefastos que isso poderá nos acarretar.

Se o problema for financeiro, ou uma crise familiar, é impensável entregar-se os pontos, algo sempre poderá ser feito para consertar a situação, ou para buscar algo que possa trazer algum entendimento, alguma solução.
É necessário que se esgotem todos os recursos possíveis e imaginários. Alguma ideia acaba surgindo, algum jeito pode ser dado. Lógico que cada caso é um caso, e não podemos prever que tipo de soluções podem ser encontradas, mas estas só surgirão, se mantivermos as idéias em ordem e, pelo menos um pensamento positivo voltado para a solução do problema. É algo que sempre depende da ocasião, mas, uma coisa é certa, entregando-se ao desespero ou, como muita gente faz, à bebida "para esquecer" os problemas, é que as coisas se complicam, pois ao problema ainda insolúvel, ainda teremos que curtir uma bela ressaca... Aliás, bebida nunca foi solução para crise alguma, a não ser para os fabricantes...

Se o problema for de ordem sentimental então, é que nunca poderemos esquecer de nosso querido L’Inconnu, pois sem a vontade de viver não chegaremos a parte alguma, nem conseguiremos resolver nada, e assim, se "aquele certo alguém" que tanto queríamos a nosso lado não nos quer mais, nos abandonou, trocou-nos por outro alguém, é porque o amor não era tão forte assim, então mais vale a pena esquecê-lo e partir para outro, mas isso é complicado, porque você amava demais? E que adianta ficar chorando pelos cantos e esmurrando as paredes, ou pior, "encher o carão’ num boteco qualquer, para esquecer aquele alguém que não mais lhe quer. Além de não conseguir a reconquista, ainda vai ter que segurar uma ressaca complicada, e uma possível futura cirrose... Problema duplicado...

Ora, mantendo o espírito em alta, a alegria de viver, poderemos mostrar ao mundo que estamos vivos, e portanto em condições de encontrar outro alguém que nos complete e que possa nos fazer feliz, devolvendo a alegria à alma...

Certamente  é nas ocasiões de crise que poderemos justificar nossa presença no mundo. Sabendo superar as dificuldades, poderemos mostrar nosso real valor. Principalmente para nossa satisfação interior, nunca poderemos perder a alegria de viver, mantendo o peito estufado e a cabeça erguida, sem se deixar abater por pior que o golpe possa ter sido, uma vez que a vida continua, e devemos procurar bem vive-la enquanto a tivermos, sem esquecer de que a alma prefere viver alegre...

Mesmo que não consigamos a solução para a crise e ela nos vença, pelo menos conseguimos manter nosso ânimo em pé, e fizemos tudo que era possível para tentar contornar a situação, e não entregamos os pontos logo no início, ou que seja no meio.

Se você perdeu seu amor, aquela pessoa de quem você tanto gosta não lhe quer mais, não perca seu ânimo, você está vivo ainda, e pode perfeitamente encontrar alguém que realmente lhe queira como companhia. Não se desespere, conserve sua vontade de viver, e vá em frente, porque atrás vem gente, e doida para passar por cima, e disso, a alma realmente não gosta... Mas não gosta mesmo...

Meus sinceros desejos de que todos tenhamos mais UM LINDO DIA, e mantendo a alegria na alma, certamente fica bem mais fácil de conseguir uma deliciosa sequencia de LINDOS DIAS, ad perpetuam...

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

ANALOGIA DO BEIJO

ANALOGIA DO BEIJO      
Marcial Salaverry

Beijo suas mãos com respeito,
e um principio de desejo...
Beijo suas faces com amizade, 
carinho, e um certo desejo...
Beijo sua testa com admiração,
e uma pontinha de desejo...
Beijo sua nuca com emoção,
ternura, e algum desejo...
Beijo sua boca com amor, 
paixão e muito desejo...
Beijo tudo... sempre com 
total e completo desejo...
Assim são os beijos,
sempre com certos desejos...

ESTAS SÃO AS FLORES DO AMOR

Com amor são rosas ofertadas,
unindo almas apaixonadas,
desejando viver um amor
pleno de carinho e calor...

ESTAS SÃO AS FLORES DO AMOR
Marcial Salaverry

Flores assim ofertadas,
com suas pétalas beijadas,
devem bem ser guardadas,
num relicário especial,
com cuidado total...
Não as deixe murchar,
e sempre estará a amar...
Sempre irá sonhar,
com quem contigo sonhar...

Marcial Salaverry

EXPLICANDO ALGO SOBRE VIDAS PASSADAS

Vidas passadas sempre será um tema sujeito a controvérsias,
pois por questões diversas, nem todos o aceitam...
Questão de pontos de vista...
Ósculos e amplexos,
Marcial

EXPLICANDO ALGO SOBRE VIDAS PASSADAS
Marcial Salaverry

Para podermos falar em vidas passadas, devemos encarar com seriedade a teoria espírita que fala sobre “Reencarnação”.

Sempre que formos abordar temas sobre coisas espirituais, devemos despir-nos de quaisquer eventuais preconceitos sobre questões religiosas, apenas procurando analisar o texto em si, lendo-o e meditando sobre o assunto.

Algo que pode confirmar a teoria da reencarnação são as chamadas “crianças-prodígio”, ou seja, crianças que apesar da tenra idade exibem talentos bem acima do normal, mas quando se tornam adultos, não mostram a mesma evolução, ficando praticamente estagnadas no estágio de criança-prodígio. A reencarnação explica o fato, informando tratar-se de um espírito que reencarnou rapidamente, entrando adulto no corpo do recém nascido.  A explicação satisfaz e até mesmo justifica-se, pois a ciência não conseguiu ainda explicar o porque de certas crianças serem bem mais evoluídas durante a infância, e depois serem adultos normais, dentro da média de sua evolução normal.

Outro ponto que merece uma análise mais profunda, é aquele que fala sobre “resgate de vidas passadas”. O que poderia ser esse resgate, e como explica-lo?

Desde que o mundo é mundo, sempre alguém provocou danos físicos ou morais a alguém, muitas vezes causando grandes sofrimentos, e até mesmo a morte. Como ficou essa dívida pendente, ela apenas poderá ser resgatada em novos encontros entre esses espíritos em vidas futuras, claro que vestindo corpos diferentes.

Podemos justificar esse fato, lembrando que durante nossa vida temos frequentes encontros e desencontros, com pessoas que, ou nos atraem de uma maneira inexplicável, provocando uma certa aura de simpatia, ou nos repelem, despertando-nos antipatia gratuita. Como explicar tais sentimentos por pessoas que muitas vezes, acabamos de conhecer? Ou sequer conhecemos?

No caso da Internet, muitas vezes alguém nos desperta profunda amizade, sem que saibamos o porque, da mesma maneira que apenas lendo algo escrito, sentimos antipatia por outras.

Podemos encontrar justificativas em fatos ocorridos em vidas anteriores, e os espíritos se entendem, ou não, sem maiores justificativas. Gosto de fulano, não gosto de sicrano... Por que será?

Assim é o amor. Não existem razões plausíveis para o fato de amarmos determinadas pessoas, ou de detestarmos outras.
Existem casos de pessoas de temperamentos totalmente antagônicos, que teoricamente sequer poderiam estar perto, e que se amam, unem-se, e vivem uma vida inteira de plena felicidade, apenas aceitando o sentimento que vem lá de dentro, e que é mais forte do que a própria vida em si. São experiências trazidas de vidas anteriores, e que precisam ser complementadas ou resgatadas nesta passagem.

Assim como a aversão gratuita que sentimos por alguém, quando até dizemos que “nossos espíritos não batem”, poderá ser algo vindo de uma vida passada. Algum mal feito, e que provoca esse sentimento de defesa, pois o débito ainda está latente. E muitas vezes o outro lado insiste na amizade, procura por todas as maneiras agradar, sendo sempre repelido. É a tentativa de um pedido de desculpas, que nosso espírito ainda recusa.

Durante toda a vida soubemos de casos de pais e filhos que se amam muito, o que seria normal. Mas também sabemos de ódios totalmente inexplicáveis dentro de uma família, causando sua desagregação total.  A única explicação plausível é aquela que vem de um lugar do passado.

O tema “vidas passadas” deve ser analisado com total isenção de ânimo, para que se possa chegar a um julgamento correto, mas os fatos em si já dizem alguma coisa em favor do assunto.  São coisas que normalmente se atribuem a “coincidências”, ou ao famoso “não sei porque”, e que podem perfeitamente encontrar explicação no plano espiritual.

Vidas passadas, portanto, é algo para ser muito bem estudado, e com seu entendimento e aceitação, é bem mais fácil entender o fato de podermos fazer de cada dia, sempre UM LINDO DIA, ou não...

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

AS CONSEQUENCIAS DA IDADE

 
CONSEQUENCIAS DA IDADE
Marcial Salaverry
 
São coisas da vida,
certas restrições causadas pela idade,
para quem tem a (in)felicidade
de uma vida longa...
São tantos preconceitos e limitações,
provocando vexatorias situações,
para os que precisam trabalhar,
e respondem aos classificados,
e são considerados pela idade desclassificados...
Desclassificado... É assim que se sente
quem passou da idade,
e vê que não tem
para o trabalho classificação,
e isso magoa seu coração...
Sua experiencia de nada serve,
pois tem avançada a sua idade...
Se tem saúde e disposição, não conta...
Existe a predisposição contra a idade...
E fica desconsolado...
Precisa e quer trabalhar...
Condições e saúde tem,
experiencia e capacidade, tem...
Mas tem idade também.
O que resta fazer?
Talvez, apenas morrer,
pois encontra dificuldade
para ao menos sobreviver...
Se uma chance lhe for dada,
sairá dessa encruzilhada
e talvez faça valer sua vivencia...
Só precisa de paciencia,

e de que acreditem o quanto vale sua experiencia...

Marcial Salaverry

SERÁ APENAS POR AMOR

 
 
SERÁ APENAS POR AMOR
Marcial Salaverry
 
Será apenas por amor,
que sempre nos doaremos,
que ofensas esqueceremos...
Mas apenas por amor,
por este amor que temos,
de dores alheias, nos compadecemos...
Se um sofre, juntos sofremos...
Mas é por este amor que temos...
Por causa deste amor,
embora tristes, sorrimos,
mais carinho, pedimos...
Mas é por causa deste amor...
É apenas por amor,
que a solidariedade praticamos,
sem reservas, ajudamos...
É apenas por amor...
Enfim, com amor no coração,
praticamos a solidariedade,
espalhando felicidade,
com muito amor e satisfação...
Quem realmente vive e ama,
da vida não reclama,
e seu amor sempre proclama...
Nada se faz por obrigação,
mas sim com prazer e satisfação...
Vamos amar HOJE, mas amar de verdade,
sem qualquer contrariedade,
ao nosso amor, e à humanidade...
Sejamos felizes, simplesmente...
Apenas ame... não chore, não lamente...
Não perca do amor a beleza,
só por causa de uma tristeza...


Marcial Salaverry

O PODER DA FÉ

A grande verdade é que nossa vida deve ser regida pela Fé...
Fé em Deus, em si mesmo, e na humanidade...
Sem Fé, o caminho fica triste e árido...
Só não se deve confundir Fé com fanatismo...
Ósculos e amplexos,
Marcial
O PODER DA FÉ
Marcial Salaverry

A fé é algo muito subjetivo. Penso que todos devemos ter fé em alguém ou em alguma coisa, pois nossa vida, desde o milagre do nascimento(entendo por nascimento o momento do encontro mágico entre o espermatozóide e o óvulo, no recinto sagrado que é o útero materno), sempre será regida por alguma força superior, e que cada qual a identifique como sua consciência determinar. O certo é que esse milagre da criação não pode ser atribuído à ciência. Nem mesmo as inseminações artificiais, pois se não houver condições propícias, não há ciência que dê jeito. 

Dentro dessa fé, entendo que não deve haver fanatismo. Apenas a crença de que existe uma força superior. Mas não podemos deixar de fazer a nossa parte para bem aproveitar esse milagre que nos deu a vida. Saibamos vive-la.

Li em algum lugar, uma citação super linda de São Cipriano:
"Deus não escuta a voz, mas o coração." 
Portanto não é suficiente fazer milhares de orações com pedidos e mais pedidos para Deus, se não conseguirmos "falar" com o coração. 

Em nossos momentos de dor, é lícito nos voltarmos para Alguém, em busca de algum lenitivo, mas não podemos ficar apenas aguardando que providências divinas solucionem nossos problemas.

Portanto, quando os problemas aparecem, temos que fazer nossa parte para solucioná-los. Os atos, afinal, indicam nossa vontade real de chegar à solução. 

Algo que muitos sempre se esquecem de fazer, é agradecer ao Amigão pelo que temos, pelo que conseguimos. A obrigação de fazer algo por nós é nossa mesmo. Portanto não custa nada um simples “Obrigado Amigão”, pelas coisas boas que nos acontecem. Muitas vezes, até pelas más, pois se soubermos analisar eventuais quedas, elas poderão servir para dar melhor impulso ao nos levantarmos, corrigindo as falhas que as ocasionaram.

Devemos saber analisar tudo que nos acontece, e buscar suas causas. Se acontecimentos felizes, sempre é bom sabe-las, para não as esquecermos. Se infelizes, igualmente não devemos esquecer quais foram as causas, para evita-las no futuro.

Quando encontramos pessoas, saibamos analisar nossos sentimentos, sempre procurando evitar algo que possa causar eventuais mágoas ou ressentimentos. 

Sempre devemos saber como nos comunicar, principalmente nos relacionamentos pessoais, pois sentimentos como o amor, a amizade, não se falam... se sentem.

Não adianta chamar alguém de amigo, se por dentro o desprezarmos. Temos que sentir a sinceridade do sentimento.

Assim se consegue a felicidade... assim se consegue espalhar a felicidade, o bem estar.

A mais importante voz com que devemos nos comunicar, é a “VOZ DO CORAÇÃO”. Para isso, é fundamental usar sempre de muita sinceridade, procurando sempre transmitir aquilo que nos vai na alma. Sejam sentimentos de alegria ou tristeza, sempre devemos manter aberta nossa comunicabilidade, para que não persistam dúvidas sobre nossas atitudes.

Assim, de coração aberto, desejo a todos, UM LINDO DIA, sem jamais perder a FÉ...

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

USANDO A ENERGIA INTERIOR

USANDO A ENERGIA INTERIOR
Marcial Salaverry

Existem pessoas que vivem na vida,
existem aquelas que apenas passam pela vida,
assim como existem aquelas que simplesmente
fazem da vida a razão de sua vida...
E existem aquelas infelizes,
que apenas pensam em prejudicar seus semelhantes...
Em compensação, existem aquelas que se doam,
e doam sua energia para ajudar seus semelhantes...
Essa, sem qualquer sombra de dúvida,
é a melhor maneira para usar a energia interior,
doando-a com amor.
Todos temos essa energia.
Apenas nem todos sabem direcioná-la.
Vamos aprender a usar bem nossa energia interior,
conforme deseja nossa alma, com amor

POETANDO SOBRE POETAS



Poetas podem ser ins...piração para
poetas poetarem...
 
POETANDO SOBRE POETAS
Marcial Salaverry

Poetando sobre poetas,
podemos assim o poeta definir,
sem que disso se possa fugir...
Ser poeta é simplesmente
usar a alma e a mente
para dizer aquilo que sente,
e que sua alma pressente...
Através de versos e poesias,
contando coisas de todos os dias,
vai o poeta levando a vida,
como deve ser vivida...
Ser poeta, é viver sonhando,
é sonhar vivendo...
é poetar amando,
é amar poetando...
"O poeta é um fingidor", disse alguém,
que era poeta também...
Quando o disse, estaria fingindo?

Poetaria mentindo?
Penso que não,
poetas falam com o coração...
Teria então razão?
Escrevendo com ternura,
tiram de sua alma a doçura,
expondo sua alma pura,
que tira da realidade tão dura.

Fica esta homenagem aos e às poetas que tanto embelezam esta Net tão pirada, com coisas bem inspiradas...ou quem sabe, ins...piradas...
 

CONHECENDO O AUTOR DESCONHECIDO

Autor Desconhecido...
Muitas vezes esse autor é muito conhecido até,
mas por artes de gente arteira, vira desconhecido,
ou então, L'Inconnu, em pequenas citações...
Vamos respeitar a arte alheia, seja de escritores
ou de formatadores.
Todos merecem respeito.
Osculos e amplexos,Marcial
Vamos relembrar este texto, publicado em 14/03/2003.
E a coisa continua acontecendo...

CONHECENDO O AUTOR DESCONHECIDO
Marcial Salaverry

Algo que infelizmente continua sendo um dos maus hábitos de usuários da Internet, é a sobrevida que vem sendo dada a nosso já famoso Autor Desconhecido, que começa quando um certo alguem, sabe-se lá por quais razões, simplesmente retira o nome do autor de algum texto que gosta e quer repassar.
A coisa é assim, um mau costume, que vem sendo praticado desde que começou a Internet, ou mesmo antes...

Autor Desconhecido:. Penso que todo e qualquer texto escrito tem um autor,  cujo nome deve ser respeitado, e mantido em seus textos, não devendo ser retirado em hipótese alguma.
Um argumento usado, que faz um certo sentido, é que muitas vezes o nome é cortado inadvertidamente, por culpa do próprio autor, que o coloca no fim do texto, e, no repasse, alguém seleciona o texto todo, sem reparar no nome que está mais abaixo.
Sugestão aos autores: Colocar o nome sempre junto ao título.  Nesse caso, quem retirar o nome, o fará propositadamente, cabendo uma reclamação. E igualmente colocar o nome no fim do texto.
Havendo colaboração dos autores e dos repassadores, diminuirá bastante o problema.

Formatação: Não existe respeito também aqui.  Para criar certas imagens, as e os webdesigners gastam tempo e trabalho para criar os lindos desenhos que vemos circulando, seja nos PPS, seja nas formatações. O que acontece aqui é trágico. Ao invés de se limitar a efetuar o repasse, respeitando, além do nome do autor, o nome do webdesigner que está assinando a obra, cortam tudo que possa identificar os autores, cometendo autênticos atentados ao talento de ambos os artistas.  Com que finalidade? Sabe-se lá porque fazer isso.  Seria muito mais simples, escrever uma dedicatória, e repassar como está, respeitando o trabalho de quem o fez.  Por que essa amputação desnecessária, e porque não dizer, criminosa? Sim, criminosa, por ser um crime de lesa-arte.

Do repasse: Aqui vem a parte mais interessante.  Na teoria, quem recebe um texto sem a identificação do autor, tanto poderá ter algum trabalho numa pesquisa junto aos sites de busca, como poderá devolver o texto a quem o enviou, solicitando o nome do autor, como poderá simplesmente repassá-lo.  Todas as atitudes são corretas e válidas, dependendo de sua vontade.  Afinal, ele recebeu assim, gostou do texto, e quer repassa-lo a seus amigos. Perfeitamente válida e correta sua atitude.  Gostaríamos que fosse diferente, mas não podemos comandar a vontade das pessoas. 
Quem teve a atitude condenável não é quem simplesmente repassa um texto, mas sim quem fez o aleijão. E é à consciência do iniciador da coisa que estou apelando, para que repense em suas atitudes.  Afinal, não existe nenhum ganho com isso... Por que então “podar” o nome do autor?  Por que retirar o nome do webdesigner?  Por que alterar o trabalho de arte lá executado? Se não gostou, ou não está de acordo com a imagem que acompanha o texto, que crie uma imagem sua, colocando o texto nela e agora sim, poderá repassa-la com orgulho, desde que mantenha o nome do autor.
 
O que incomoda aos autores é ver seus trabalhos circulando como Autor Desconhecido. Vamos respeitar o nome dos escritores e dos artistas da formatação.

O que incomoda aos webdesigners é ver seu trabalho violentado, e seus créditos retirados. Vamos, pois, respeitar o trabalho desses artistas, que tem o mesmo valor dos escritores.

O que incomoda às pessoas que gostam de repassar, é ter sua atenção chamada por estar repassando texto com autor desconhecido.  Vamos respeitar seu desejo de dividir com os amigos os belos textos que lhes caem às mãos.  É um direito que tem.  E não tem culpa da coisa ter começado.

Só não se incomoda é quem começou a coisa toda, e é esse que deveria sentir-se incomodado, e é justamente a quem eu faço o apelo.

VAMOS, POR FAVOR, RESPEITAR OS TRABALHOS ORIGINAIS.

E, se quiser modificar algo que está na Internet, que tenha a ética de pedir autorização aos pais da criança para faze-lo.  Não custa nada.  Fica muito mais elegante.  E são pouquíssimos os autores ou webdesigners que  recusariam autorização para tanto.

Acreditando agora ter dirimido quaisquer dúvidas anteriormente surgidas, renovo meu apelo de PAZ NA INTERNET.  Havendo boa vontade e bom senso, ficará muito melhor e mais gostoso navegar pela Internet.
 
Esperando por esse espírito de colaboração, desejo a todos UM LINDO DIA... 

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

TU MIRADA SENSUAL

Tu mirada sensual, me hace desearte a cada vez más...
Y cuando pregunto si aún me amas, solo me dices,
"quizás..."

TU MIRADA SENSUAL
Marcial Salaverry

Quiero en tu mirada perderme,
sintiendo la dulzura de amarte...
Quiero de nuestro amor tener la ventura,
sintiendo una dulce ternura...
Quiero, al recordar de nuestra pasión,
que siempre restará la esperanza,
de que podré más una vez abrazarte
y con pasión  besarte...
Quiero sentir del amor toda la emoción,
que trae vida eterna al corazón...
Quiero que venga para mis brazos,
que se pierda en mis abrazos...
Quiero matar nuestros deseos,
sintiendo del amor todos los anhelos...
Quiero en tu cuerpo saciarme,
y te ofrezco el mío para que puedas gozar...
Quiero otra vez vivir nuestro amor,
aunque sea por la última vez...

MARCIAL SALAVERRY
Poema inspirado en la música QUIZÁS, QUIZÁS, QUIZÁS..

TUA CANTIGA

No embalo de suaves cantigas,
podemos embalar o sonho do amor...

TUA CANTIGA
Marcial Salaverry

Embalado por tua cantiga,
lembro de outra canção antiga,
que me embalava ternamente,
e que a queria eternamente...
Com sua cantiga, embale-me...
Com seu carinho, conquiste-me...
Saberei corresponder,
e em teu colo permanecer...
Por sua cantiga embalado,
poderei ficar apaixonado...
Seduzido por sua atenção,
conquistando meu coração...

VIVENDO COMO (E)TERNOS NAMORADOS

(E)Ternos namorados,... É bom conseguir sê-lo...
Que o amor seja eterno, enquanto é terno...
Feliz Dia dos Namorados... não importa que não seja o Dia dos Namorados,
mas todos os dias do ano devem sê-lo, quando se consegue viver
como ternos e eternos namorados...
Osculos e amplexos,
Marcial
 
VIVENDO COMO  (E)TERNOS NAMORADOS
Marcial Salaverry

Desde tempos imemoriais, é assim que começam as histórias dos (e)ternos namorados:
Era uma vez dois seres que se encontraram, e que um dia se apaixonaram. Logo ao primeiro contato parece existir algo como um imã, uma atração inicial irresistível.  É quando sonhamos nos unir a esse alguém que tanto nos atraiu.
Consequentemente, iniciamos um relacionamento mais estável, que já foi chamado de noivado e casamento. Atualmente se resume no famoso “juntar de escovas de dentes”, ou mais simplesmente "viver juntos"...

Quando nos apaixonamos, logicamente pretendemos completar essa ligação que surgiu com tanto ímpeto, pois acreditamos ter encontrado quem vinha povoando nossos sonhos, um certo alguém que seria nosso complemento ideal.  Muitas vezes buscamos esse ideal em algum parente ou amigo, que exerceu alguma influência em nossa vida, e que consideramos ser o nosso ideal, mas que geralmente não tem nada a ver, pois nem sempre é o que ocorre. Uma coisa é o que criamos em nossa imaginação, e outra coisa é a pessoa de carne e osso que temos à nossa frente. Há que se cair na realidade.  Dificilmente iremos encontrar aquele “alguém” que idealizamos. Cada pessoa tem sua personalidade, o que
iremos descobrindo à medida que o relacionamento for se aprofundando. 

Aquela atração inicial, aquela paixão toda, que nos mantinha num mundo de sonhos, começa a ser uma realidade que pode não ser aquilo que idealizamos, e precisamos estar preparados para isso. Se soubermos entender e administrar a paixão, poderemos transforma-la em um amor e, quando além da paixão, surge o amor, há a possibilidade de conhecer o outro como ser real, humano, com qualidades e defeitos, erros e acertos, e não aquela imagem que havíamos construído, aquele ideal que povoava nossos sonhos...

E é exatamente a partir daí que poderá  começar um relacionamento verdadeiro, maduro, todo ele construído com avanços e recuos, alegrias e tristezas, que são a real base de um relacionamento duradouro, terno e eterno.  Certamente teremos problemas, desentendimentos, mas é na solução desses contratempos que poderá haver a base sólida que irá segurar todo o edifício.

Teremos que descobrir primeiro quem é realmente nosso par, e para tanto, é fundamental que exista em comum a vontade de construir uma ligação madura, não apenas baseada no imaginário, pois é na realidade da vida que existe a motivação para lutar, evoluir, melhorar e corrigir as diferenças de personalidade.   

Essa descoberta do ser real pode ser até mesmo dolorosa, mas certamente será  necessária, principalmente se houver um mútuo entendimento, que pode ser conseguido com bastante diálogo.  Essa é a real base de um bom e duradouro relacionamento.  Quando existe entre ambos a capacidade de aparar arestas e descobrir que estão mesmo dispostos a caminhar um lado do outro.  Diálogo, respeito, entendimento, solidariedade, amizade, são as reais bases.

A sinceridade e o respeito são fundamentais.  Temos que saber  comunicar nossas necessidades e desejos.  Não podemos simplesmente  esperar que o parceiro adivinhe o que desejamos, e justamente por isso, devemos sempre manter  o canal  de comunicação  aberto. Devemos estar prontos para expor nossas dúvidas, bem como para escutar nossa parceria.

Falar por metáforas, ou deixar as coisas no ar, é uma omissão de nossos sentimentos, deve haver sempre sinceridade e comunicabilidade entre ambos, possibilitando o entendimento, criando uma cumplicidade que só poderá ser benéfica para o relacionamento. Ambos devem ter a mesma voz, os mesmos direitos, a mesma liberdade de opção, de trocar idéias. Respeito mútuo, eis o segredo...

Não podemos tomar uma atitude típica de uma ligação imatura, reagindo, fingindo, ou mesmo nos submetendo.  Devemos, isto sim,  treinar mais a ação do que a reação, tendo atitudes mais  construtivas, mais bem pensadas, mostrando maturidade e desejo de acertar tudo.

Assim, com um relacionamento mais adulto, aprenderemos a valorizar não só nossos desejos, mas os desejos de ambos. Aprenderemos a resolver nossos problemas em conjunto, numa divisão de responsabilidades, que irá solidificar a união, dando qualidade ao relacionamento, e garantindo sua durabilidade, pois é um compromisso mútuo, que possibilita o equilíbrio da relação.

O equilíbrio adequado é alcançado com o descobrimento das características de personalidade de cada um, chegando-se à conclusão de que a questão básica em um relacionamento maduro não é encontrar um parceiro perfeito, aquele de nossos sonhos, mas sim a adequação entre ambos, para que a parceria seja perfeita. Não é um que complementa o outro. O certo é ambos se completarem, formando um par que possa caminhar sempre junto, em uma autentica parceria.

Logicamente, um relacionamento saudável não é fácil, é uma tarefa muito difícil, um trabalho árduo.  É antes de tudo, um compromisso com a coragem e o desejo de crescer ou mudar. 
Assim se conseguem bons relacionamentos duradouros, os "(E) Ternos Namorados"...

Desejo que todos tenham um LINDO DIA, e que sejam (e)ternos namorados, o que torna a vida bem mais gostosa de ser vivida...  

domingo, 18 de fevereiro de 2018

UMA ROSA BRANCA // UNA ROSA BLANCA

UMA ROSA BRANCA
Marcial Salaverry

Uma rosa branca com carinho ofertada...
Uma amizade querida e desejada...
Uma rosa branca, sempre será sinal de amizade,
ofertada a quem desejamos muita felicidade...
Vai nesta rosa todo o significado
de um afeto puro e desinteressado,
apenas para lhe demonstrar,
toda a amizade que lhe estou a ofertar...
Aceite-a, pois assim o deseja meu coração,
querendo transmitir-lhe a emoção
que apenas existe entre aqueles que se querem bem...
Uma rosa branca, com carinho ofertada,
uma amizade que não pode ser desprezada...

Marcial Salaverry

UNA ROSA BLANCA
Marcial Salaverry

Una rosa blanca con cariño ofrecida...
Una amistad querida y deseada...
Una rosa blanca, siempre será señal de amistad,
ofrecida a quien deseamos mucha felicidad...
Va en esta rosa todo el significado
de un afecto puro y desinteresado,
sólo para demostrarle,
toda la amistad que le estoy ofreciendo...
Accéptela, pues así lo desea mi corazón,
queriendo transmitirle la emoción
que sólo existe entre aquellos que se quieren bien...
Una rosa blanca, con cariño ofrecida,
una amistad que no puede ser despreciada...


Marcial Salaverry

DE CORAÇÃO, OBRIGADO AMIGÃO

 

DE CORAÇÃO OBRIGADO AMIGÃO                    

Marcial Salaverry

Obrigado Amigão,
por ter-me recebido em teu coração,
e assim dar valor por poder
apreciar a beleza do sol a nascer...
Igualmente vibrar,
quando ele se por,
e anoitecer...
Deixar-me enlevar,
pela beleza do luar,
e saber o brilho das estrelas apreciar...
Igualmente gostar
de ouvir os passarinhos chilrear...
De vê-los de manhã cedinho,
voando alegremente sem destino,
saudando o dia que vem nascendo...
E quando estão  voltando,
de tardezinha, para seus ninhos,
pois o dia está morrendo...
Obrigado Amigão,
por ter à minha disposição,
para alegrar meu coração,
essa infindável beleza,
que nos é ofertada pela Mãe-Natureza...
Obrigado Amigão,
por cada ano que passa,
por cada amigo que me abraça,
por esta felicidade,
de contar com Sua amizade...
Obrigado Amigão,
por eu saber que há Deus
que me deu Fé e me recebeu em seu coração
E sem essa fé, Amigão, seria apenas um triste adeus...

Marcial Salaverry


UMA DÚVIDA QUE PERSISTE

O que nos espera do outro lado?
O que levaremos, o que deixaremos?
Esta será uma dúvida que só será esclarecida quando
nada houver para esclarecer...
Osculos e amplexos,
Marcial
 
UMA DÚVIDA QUE PERSISTE
Marcial Salaverry

Embora existam muitas teorias, uma dúvida que sempre persiste por mais que se indague, é algo que muitas pessoas se perguntam, e a outros perguntam, que diz respeito ao o que o que levaremos, e para onde iremos após nossa partida deste mundo, pois todos sabemos que esse dia, um dia chegará...

Esta é uma dúvida pertinente. Muitos acreditam em vida após a morte, outros já acham que simplesmente ao pó retornaremos, pois foi dele que viemos. Tem aqueles que acreditam que iremos para o céu, outros temem o inferno ou o purgatório, mas o que não deixa dúvidas,  é que a dúvida existe, e o desejo de conhece-la persiste, pois é ponto pacifico que nosso Destino é algo que na realidade depende de nós. De como estamos vivendo esta vida. O certo é que um dia nascemos, e haverá outro em que partiremos, mas como vamos viver esse intervalo, é algo que depende de nosso livre arbítrio.

Contudo, também temos que analisar o que levaremos conosco ainda antes da partida, pois claro que em nossa vida existiram, existem e existirão coisas pequenas e grandes, que levaremos conosco até o fim, e que dependerá do que fizemos durante nossa passagem.

Com certeza existirão lembranças de fatos que serão inesquecíveis para nós, acontecimentos que nos marcaram, e que mexeram com nossa existência, modificando-a em algum instante, como também pode ser um fato corriqueiro, mas que acabou tendo influência em nosso comportamento. Talvez uma ajuda recebida, ou prestada. Enfim, algo cuja lembrança nos acompanhará, razão pela qual jamais deveremos desejar o mal para alguém, pois pensamentos e fatos negativos, serão más recordações. Não é agradável lembrar que fomos responsáveis pelo sofrimento de alguém.

Certamente iremos colecionando essas coisas, sempre procurando colocar em ordem de grandeza cada detalhe que nos foi importante, cada momento que mexeu com nossa existência, deixando alguma marca. Algumas, mais profundas, outras superficiais. Todas, contudo, significando algo. Meros detalhes que guardaremos conosco, pois apenas para nós serão importantes, embora envolvendo terceiros, já que estes, terão suas lembranças, e nós seremos apenas detalhes.

Cada um com suas recordações, com seus erros e acertos, suas culpas e desculpas. Possivelmente o que foi bom para nós, não o foi para alguém. Por exemplo, aquele bom emprego que conseguimos. certamente para nós foi ótimo, mas para quem conosco competia, foi algo de muito negativo.

Nessas recordações muitos fatos nos passarão pela lembrança, pode ser uma música, um livro, uma poesia, uma carta, um e-mail, uma viagem, uma frase, algo que lemos, ou que nos foi dito, ou que simplesmente vivemos num determinado momento que nos foi significativo, e que deixou alguma marca.

Quantas vezes um raiar de sol, ou mesmo uma flor, uma pequena lembrança, ou uma palavra amiga num momento preciso nos trazem doces recordações. Até mesmo um sentimento que foi abandonado, uma decepção, a perda de alguém querido, aquele encontro casual, ou mesmo quando deliberadamente provocamos um desencontro, representam alguma mudança em nossa vida. São pequenos detalhes que poderão formar uma somatória de fatos a nos acompanhar para sempre.

Aquela linda amizade que um dia tivemos, e que por razões diversas terminou, ou aquele sonho que foi realizado após muita luta, ou mesmo aquele que não o foi. Pode ser simplesmente um instante, um olhar, um sorriso, um perfume, um beijo, pequenos detalhes, "tantas coisinhas miúdas...", e que no momento passam despercebidas, mas depois, quantas recordações nos deixam...

Para sempre teremos na lembrança pessoas que foram muito queridas, ou não, mas que ficarão guardadas dentro de nós. Algumas, porque nos dedicaram uma grande amizade, outras porque foram por nós amadas, ou que nos amaram. Outras ainda, por nos terem decepcionado. Mesmo aquelas cuja passagem foi muito rápida, mas que deixaram marcas profundas, porque plantaram dentro de nós algo de bom. Alguém que nos estendeu a mão quando outros nos empurravam. Alguém que modificou positivamente nossa vida. Alguém que soube nos aconselhar num momento difícil.

Quando estivermos próximos ao fim, é que saberemos realmente a qualidade de vida que tivemos, pela quantidade de marcas que estivermos carregando, e o que elas nos representam, e em que sentido modificaram nossa vida. Será quando poderemos realmente avaliar o que fizemos em nossa passagem. Se espalhamos amizade ou inimizade. Se seremos lembrados com amor ou com rancor. Se deixamos alegrias ou tristezas. Se tivemos uma vida de vitórias ou derrotas. Se apenas vivemos de sonhos, ou se os realizamos. Claro que jamais seremos unanimidade. Haverá quem suspire saudoso, ou quem respire aliviado com nossa partida. Contudo, deveremos viver de maneira a deixar pelo menos, um saldo favorável. Que nossa partida deixe mais boas do que más lembranças. Que nossa coluna do "Deve e Haver" não apresente saldo negativo, e para que isso aconteça, devemos encarar a vida de uma maneira positiva, evitando provocar discórdia, somente interferindo na vida alheia, quando formos solicitados, sempre tendo presente que cada pessoa tem ciúme de seu espaço pessoal, querendo que seja respeitado. Jamais poderemos pensar que apenas nós sabemos o que é o certo ou o errado, pois cada qual tem sua verdade pessoal.

Respeitar, para ser respeitado. Amar para ser amado. São os princípios que devem nortear nossa vida. E se notarmos que alguém nos tenta prejudicar, o melhor é procurar se afastar, ao invés de procurar polemizar. Apenas entrando em alguma disputa, quando for inevitável, quando for caso de legítima defesa...
L'Inconnu sempre nos deixa citações notáveis, como esta por exemplo:
"Pensem sempre que hoje é só o começo de tudo, que se houver algo errado ainda está em tempo de ser mudado e que o resto de nossa vida de certa forma ainda está em nossas mãos. E se algo precisa ser mudado, que mudemos, sem hesitar."
E com esse pensamento em mente, tenhamos UM LINDO DIA, e pensando positivamente, sempre poderemos repeti-lo...