terça-feira, 25 de abril de 2017

ONDAS DO MAR

ONDAS DO MAR
Marcial Salaverry

A beleza do mar,
algo lindo de se apreciar...
As ondas em seu movimento,
sempre despertam um novo sentimento...
Lembra teimosia, quando em luta insana,
quebra-se contra os rochedos...
representa a luta contra nossos medos...
Bate-se... quebra-se... desmancha,
mas não desiste...
Insiste... persiste...
Volta sempre... como que tentando
mais um obstáculo superar...
Assim devemos considerar
a eterna luta do mar...
As ondas, em sua grande beleza,
mais uma dádiva da Natureza...
Por vezes assustadoras,
quando em ressacas devastadoras...
Por vezes, em mansas marolas,
quando o mar se acalma...
Mar... é fácil amar o mar...
Basta a Natureza apreciar...
Basta em Deus acreditar...

UM AMOR É DOCEMENTE VIVIDO



UM AMOR É DOCEMENTE VIVIDO
Marcial Salaverry
 
Um amor é docemente vivido,
quando é o mais belo sentimento existido...
Um amor que dá sempre a certeza,
de que a vida é uma beleza...
No futuro não se vislumbra tristeza,
apenas paz, amor, natureza...
Deseja-se apenas muito amar,
e na dor, nem pensar...
Vive-lo com intensa doçura,
tendo do amor, toda sua loucura..
De nada se pode lastimar,
tendo a felicidade de  amar...
Sentir as batidas do coração,
trazendo do amor a sensação,

que será música suave para nossos ouvidos...
Apenas sentir os felizes momentos vividos...
E  escutar ao longe aquela linda canção.
fazendo sentir esta doce emoção...


Marcial Salaverry


CERTAMENTE E-MAIL AINDA É MEIO DE COMUNICAÇÃO

Apesar de redes sociais, celulares, etc...,
tendo o uso adequado, o e-mail ainda é meio de comunicação
de muita utilidade.  Saibamos usa-lo, enquanto o
outlook não vira tilouco de vez...
Ósculos e amplexos,
Marcial
       
CERTAMENTE E-MAIL AINDA É MEIO DE COMUNICAÇÃO
Marcial Salaverry

Com certeza, e-mail ainda é meio de comunicação, apesar das muitas novidades surgidas, que já estão quase levando seu uso à extinção, mas verdade seja dita, o e-mail já está por demais arraigado em nossos usos e costumes, e teimosamente insiste em sobreviver, embora tenha sido abandonado por muitos usuários.

Vamos lembrar que, com o e-mail, foram criadas muitas palavras, ou meios de se escrever palavras existentes, e em função disso, ainda existem certas palavras, como  “emaillação”, ou seja, o ato de se passar e-mails.  É compreensível que tal palavra exista. Sabemo-la útil e necessária.  Então, consideremo-la inventada, e ainda poderemos usá-la enquanto o outlook não virar tilouco de vez, e seja aposentado...

Li uma mensagem que me foi passada por meu guru L’Inconnu,  que diz simplesmente:
"Enviar uma carta é um bom meio de ir a algum lugar sem mover nada, a não ser o coração" .
Como isto foi lido há muito tempo, vamos modernizar   um pouco, trocando "carta" por "e-mail", pois precisamos nos situar na época atual, quando a comunicação epistolar, foi substituida pela "emaillatória...", e podem ter certeza de que o e-mail vai deixar saudade, pois despertaram muitas amizades, que ainda podem persistir...

Em benefício de seu uso, vamos lembrar que embora existam aqueles que fazem mau uso dos e-mails, os chamados hackers e viróticos,  podemos realmente considerar que enviar um e-mail é comunicar-se com o coração, sempre abrindo a possibilidade de uma nova amizade, pois no momento em que  enviamos um e-mail,  automaticamente abrimos nosso endereço, propiciando uma resposta, pois sempre consta o endereço do remetente, embora muita gente goste de divertir inventando apelidos (também chamados "nicks"), e criando uma sem numero de endereços falsos, sabe-se lá com que intenções. Embora existam "n" motivos para usar codinomes (ou nicks), acho que o uso do nome real é mostra cabal da inexistencia de segundas intenções.

Embora alguns usem endereços forjados, vamos considerar   apenas quem pretende dar um uso adequado para os benefícios da tecnologia, e apenas deseja comunicar-se com facilidade, procurando desenvolver seu circulo de amizades, e esses sempre se comunicam abertamente.

Convenhamos que a "emaillação" é uma maneira altamente prática de se comunicar, pois em poucos segundos conseguimos nos contatar com qualquer parte do mundo, e  tudo isso sem ter o estafante trabalho de comprar um envelope, escrever uma carta (dizem que datilografar é ou era falta de educação), colocá-la dentro do envelope, enfrentar uma fila no correio para postar a bendita carta, que, com muita boa vontade “correial”,  tem a possibilidade de ser lida (se chegar), apenas alguns dias, ou semanas após, se não houver nenhuma greve de carteiros...E um e-mail em segundos corre o mundo, desde que os provedores colaborem... E ainda podemos escrever para muitas pessoas ao mesmo tempo, em partes as mais distantes do mundo.  Realmente fantástico...

Com as emaillações, sentamos na cadeira (alguns dizem que sentam no computador. Não aconselho.), batuca no teclado, clica "enviar" e pronto já tá lá, e se a vítima, digo, o destinatário estiver com o OutLook aberto, lê no ato.   Se quiser, pode xingar a mãe, digo, responder imediatamente, dependendo do que recebeu. 

Com todas essas facilidades, podemos concluir que "emaillar" é um real ato de amizade, e é por isso que entendo que ao  receber um e-mail, devemos responde-lo, mesmo que seja só para dizer "oi. Recebi. Gostei (ou não)."  Assim, estarão devolvendo o gesto de amizade.  Amizade, não se esqueçam, não é coisa para ser jogada fora. Concordam?. Apenas é preciso analisar quando é algo que "pede" uma resposta, ou se a resposta está implícita. Claro, que nem todos podem responder a todos os emails recebidos todos os dias... Assim, pelo menos de vez em quando, pode-se dar um "Alô Amigo"...
Bom senso deve imperar.

Reconheço que não é todo o mundo que gosta de escrever muito, mas nesse caso, um "oi" de vez em quando, não arranca pedaço do dedo.  Nem que seja para pedir que não escreva mais. Mas sempre é bom escrever. O mesmo pode ser dito com relação ao "zapzap", ou as redes sociais, e assim, o que vai, volta...

Nos velhos tempos pré-computadorais, eu sempre tive a maior preguiça para escrever cartas, apenas quando morava no Congo, é que escrevia longas cartas para a patota toda.  Mas gastei o estoque todo lá.   Fiquei um bom tempo, sem pensar em escrever.  Sei que algumas pessoas acham que deveria ter continuado assim.  Mas, por certas razões comecei a faze-lo e peguei gosto pela coisa.  E vai ser meio difícil parar, pelo menos enquanto os dedos continuarem obedecendo aos comandos do cérebro (tenho, sim, e funciona... acho).

Depois desta defesa ao bom uso do e-mail, espero que todos tenham UM LINDO DIA, e se quiser confirmar que ainda gostaria de receber o que escrevo, pode mandar um OI AMIGO...

segunda-feira, 24 de abril de 2017

FÉ É VIDA

FÉ É VIDA
Marcial Salaverry

Jamais poderemos perder nossa Fé na vida,
nossa Fé em Deus, nem nossa Fé no futuro...
Sem Fé, a vida perde seu prazo de validade...
Sem Fé, não se consegue chegar à felicidade...
 

Marcial Salaverry

APENAS LEMBRANÇAS


APENAS LEMBRANÇAS
Marcial Salaverry

Lembranças... algo que fica na mente,
Boas lembranças de algo que mudou nossa vida,
pequenas coisas., que na hora não se sente...
e que ficam... deixando uma alegria sempre sentida.

Lembranças de momentos imaginados, ainda não sentidos,
de momentos que desejamos viver,
de momentos apenas pressentidos,
e que sonhamos ter, para com eles renascer.

Lembranças... que são lembranças?
Coisas que vem de um tempo distante,
de quando éramos crianças,
e que sentimos a cada instante.

Lembranças de algo que nos comove,
de alguma coisa que não sabemos
o que é, até que venha e se prove,
vivida e real para que a provemos.

Lembranças que embalam nossa vida,
Lembranças de um momento imaginado,
Lembranças de alguma coisa sentida,
Lembranças de tudo que pode ser lembrado.

Lembranças, enfim, de um lindo arrebol,
no alto de um morro, à porta da igreja,
Lembranças, de um lindo por do sol,
Lembranças de quem nos beija...

Marcial Salaverry

APENAS COM O AMOR SONHAR




APENAS COM O AMOR SONHAR
Marcial Salaverry
 
Lindo é com o amor sonhar,
lindo é no amor pensar...
É uma linda forma de amar,
quando não se está perto do amor,
sem poder sentir seu calor...
Como resta apenas sonhar,
é doce assim meditar, devanear,
imaginar estar a seu lado,
num encontro apaixonado...
Um amor, uma paixão,
um sonho no coração,
trazendo uma doce emoção...
Por que apenas sonhar?
Mais gostoso é amor real...
que está ao lado, o amor total...
O amor que produz sonhos
os mais felizes e risonhos...
 
Marcial Salaverry



VAMOS SIM, APRENDER COM A VIDA

É importante aprender a viver a vida,
como ela merece ser vivida...
Sofrer por bobagens, ninguém merece...
Ósculos e amplexos,
Marcial
VAMOS SIM, APRENDER COM A VIDA
Marcial Salaverry

Um fato é incontestável. Como estou escrevendo e você está lendo, ambos estamos vivos, Então o melhor que temos a fazer, como a vida está aí para ser vivida, é vive-la bem vivida. 
E o que seria viver a vida bem vivida? Seria, simplesmente, vive-la, aproveitando todas as lições que ela nos oferece, através de nossos erros e acertos.

Descobri mais uma das pérolas escritas pelo famoso L’Inconnu.
"A vida existe para fazer aprender e desfrutar.
Quanto mais você aprende,  mais pode fazer, quanto mais você faz, mais pode aprender.
Participe de sua própria vida."
Efetivamente, é muito importante saber extrair tudo o que a vida pode nos oferecer.
Se no passado, erros cometemos, deveremos conscientizar-nos de que foram realmente erros, e evitarmo-los para o futuro.  Repetir um erro, conscientemente, já será teimosia exagerada, e porque não dizer, muita burrice.

Contudo, é importante saber analisar situações, pois muitas vezes o que não deu certo hoje, poderá, com algumas modificações dar certo amanhã.  São pequenas coisas que vamos aprendendo com a vida.

Grandes lições nos são proporcionadas pela experiência dos mais velhos, pois, por sua vivência, sempre poderão nos ofertar algo, seja certo ou errado.  Compete-nos discernir se o que nos dizem será exequível ou não.  Se deveremos ou não absorver sua experiência.  Mas ouvi-los, sempre será interessante.  Mesmo que seja para rejeitar, pois sempre serão novas lições que servirão para aumentar nosso cabedal de conhecimentos.  Não se pode é radicalizar, com a idéia de que “sua experiência não serve para mim”.  Serve sim, nem que seja para não a utilizar, mas sempre é bom conhecer.

Da mesma maneira que vejo muitas pessoas desprezarem as opiniões dos jovens, sob o velho chavão de que “já sei o suficiente, para aprender com os jovens, pois nenhuma experiência eles poderão me passar” é uma idéia mal posicionada, pois sempre temos algo que aprender e ensinar com e para todos, sejam jovens, idosos ou velhos. Ninguém detém o conhecimento absoluto.

Isso se chama “participação na vida”.  E é muito importante dela participarmos efetivamente, seja passando nossos conhecimentos, seja absorvendo conhecimentos alheios.
Jamais poderemos nos julgar detentores de todos os conhecimentos, e que não estamos precisando saber de mais nada, pois tudo sabemos e tudo conhecemos.  Isto não existe.  Sempre algo teremos para aprender, a cada novo dia em que estivermos vivendo.  Desde que estejamos participando ativamente do ciclo de vida.

Até mesmo quando nos reportarmos a acertos do passado, visando uma utilização dessa experiência bem sucedida, deveremos ter o discernimento para adequar a coisa à situação presente, pois nem sempre uma experiência bem sucedida pode ser reutilizada.  Não podemos nos esquecer de que tudo evolui no mundo, provocando sensíveis alterações a cada momento.  Daí a necessidade de sempre procurar estar atento, aprendendo algo de novo, aumentando assim suas possibilidades.  Olhos e ouvidos sempre abertos.

Sem desprezar os bancos escolares,  penso que a maior fonte de conhecimentos está na Escola da Vida. E é nessa escola que precisamos ser diplomados. E essa escola nos ensina a história do que já vivemos, para podermos “ler” nossos erros e acertos.  Ensina-nos a geografia de nosso corpo, para conhecer exatamente os limites, e saber como cuidar dele. Ensina-nos  a matemática, que nos permitirá subtrair as coisas erradas, somar as boas, multiplicar e dividir nossos conhecimentos. Ensina-nos a química de nossos sentimentos, para saber como devemos tratar as pessoas.  Ensina-nos a linguagem, para que nos possamos comunicar adequadamente. Ensina-nos a filosofia da vida, para aprender a vive-la corretamente.
Enfim, é uma Escola completa.  Basta saber cursá-la.  E como é importante aproveitar tudo o que ela nos ensina.

Como bom aluno que sou, desejo que todos saibam aproveitar bem as aulas que são ministradas pelo professor Amigão, podendo assim fazer de cada dia, sempre UM LINDO DIA.

domingo, 23 de abril de 2017

A LUZ DO OLHAR

A LUZ DO OLHAR
Marcial Salaverry

A luz que emana do olhar,
é a luz que me faz te amar...
Esta luz que ilumina,
é a luz que a vida determina,
e que a dor termina...
É uma linda luz,
que nos envolve e seduz...
É a luz do olhar
que te faz  me amar...
É a luz do pensamento,
que acalma o seu tormento...
E a luz que faz viver,
E a vida perceber...

Marcial Salaverry

____________

VIVA PARA A FELICIDADE

VIVA PARA A FELICIDADE
Marcial Salaverry
 
Para bem viver a vida,
com a felicidade devida,
vamos começar o dia,
vivendo com alegria

Se algo não lhe agrada,
não diga que lhe desagrada...
Procure modificar,
fazendo lhe agradar...
Se um amor perdeu,
é porque ele não lhe mereceu...
Não sofra por saudade,
viva para a felicidade...

Marcial Salaverry

UMA MENSAGEM DE AMOR

UMA MENSAGEM DE AMOR
Marcial Salaverry
 
O amor para ser vivido em plenitude,
tem que ser sentido no coração,
tem que vir da alma, trazendo toda a emoção,
que poderá proporcionar um viver feliz...
Sinceridade e reciprocidade é o mais importante...
E respeito mútuo, pois ninguem é dono de ninguém...
 
Marcial Salaverry


SIMPLESMENTE, "COISAS DA VIDA"

Com a frase "Coisas da Vida", justificamos e aceitamos muita coisa
que nos acontece, esquecendo-nos de que devemos ter algo dentro
de nós, chamado "Força da Vontade", que pode nos permitir mudar
o rumo daquilo que não está nos fazendo bem...
Osculos e amplexos,
Marcial

SIMPLESMENTE, "COISAS DA VIDA"
Marcial Salaverry

Embora possa doer, uma verdade que precisa ser dita, é o fato de que sempre estamos esperando que algo aconteça em nossa vida, e nos esquecemos de que a vida sempre está nos empurrando para a frente e assim,  muitas vezes preferimos parar e esperar para ver como as coisas acontecem, recusando-nos por vezes a aceitar o progresso e o desenvolvimento tecnológico do mundo, olvidando-nos de que precisamos saber bem usar nosso livre arbítrio para mudar o que precisa e pode ser mudado em benefício de nosso futuro...

Esquecemo-nos de que em  cada dia não devemos esperar  demais para fazer o que precisa ser feito, pois neste mundo só teremos um dia de cada vez, sem nenhuma garantia do amanhã. Depois lamentaremos  que a vida é curta, mas agimos como se tivéssemos à nossa disposição todo o tempo do mundo, quando na verdade, devemos sempre ter presente, que é preciso viver este grande presente que recebemos, que é o momento presente, jamais deixando as coisas “para amanhã”, pois sequer sabemos se haverá esse amanhã...

Se precisarmos perdoar alguém, ou pedirmos esse perdão, façamo-lo agora, por que deixar que os rancores permaneçam mais tempo envenenando nossa alma? Quantas vezes deixamos de agradecer algo que nos foi feito, “porque não temos tempo”... E esse tempo passa, e não volta mais, e deixamos da fazer algo inadiável.

Muitas vezes deixamos de ouvir alguém que nos procura, seja precisando de um apoio material, ou mesmo apenas aquele apoio moral, esperando “o melhor momento”. O melhor momento é e sempre será agora.  Não podemos nos esquecer de que se a situação for inversa, sentiremos a mesma urgência que nos solicitam.

Assim como não podemos protelar aquelas tão necessárias conversas com nossos filhos, quando eles ainda são pequenos, e nos ouvem com atenção, e assim sendo, não podemos esperar demais para sermos PAIS, pois logo eles crescerão e estarão seguindo um rumo na vida que talvez não seja aquele ideal, por falta do direcionamento que poderíamos ter-lhes dado. Mas, não tivemos tempo, e agora poderá ser tarde demais.

Tanta coisa deixamos de fazer “por falta de tempo”... Dar carinho a nossos pais, irmãos, amigos, e poderemos depois lamentar não ter feito aquela visita, não ter atendido a um mudo chamado. Não ter seguido o que nossa alma mandava. Mas, sempre podemos deixar para depois, e esse depois nem sempre acontece, pois algo pode acontecer antes.

Muitas vezes deixamos de atender as necessidades de nosso próprio interior.  Deixamos de ler bons livros, ouvir a musica de que gostamos, mergulhar em coisas que estão nos esperando, para enriquecer o espírito e alargar nossos conhecimentos. Mas, cadê tempo para esses pequenos prazeres? Não podemos apenas justificar com a alegação que são "coisas da vida"...

E, principalmente, muitas vezes deixamos de demonstrar o amor que temos escondido dentro de nós. Privamo-nos de viver um lindo amor com alguém que nos estava esperando, apenas porque não soubemos procurar por esse alguém, abrindo nosso coração, seja por timidez, ou “por falta de tempo”. Por vezes deixamos de amar adequadamente quem temos ao nosso lado, apenas por não saber viver esse amor, por não conseguir dizer a quem amamos, o quanto a amamos...

Esperamos demais por muitas coisas que devem ser feitas, sempre esperando o amanhã que talvez não tenhamos, e jamais podemos nos esquecer de que é importante começarmos a viver hoje, pois não sabemos se amanhã poderemos faze-lo.

Esperando que todos possamos ter UM LINDO DIA, termino, com uma  mensagem que me foi passada pelo já famoso L’Inconnu, que fala simplesmente sobre a espera do amanhã:
"Deus também está esperando - esperando nós pararmos de esperar. Esperando nós começarmos a fazer agora tudo aquilo para o qual este dia e esta vida nos foram dados.
Que tal começar a viver? Sem esquecer de que Ele também disse "Ajuda-te  que eu te ajudarei..."

 

sábado, 22 de abril de 2017

ESCREVENDO POEMAS


ESCREVENDO POEMAS
Marcial Salaverry

Escrevendo
poemas,
o poeta
poeta
com
a alma,
e poetando,
sua alma
acalma...

 

SIMPLEMENTE SUEÑOS DE AMOR

SIMPLEMENTE SUEÑOS DE AMOR
Marcial Salaverry

Sueños de amor, siempre los tenemos...
Un sueño de amor, es aquel amor que llega,
entra en nuestro corazón, y no sale más...
Siempre tenemos que soñar...
Siempre deseamos amar...
Pero cuando es un amor imposible,
vivir el amor talvez no sea posible...
Un dia, quien podrá saberlo,
podremos amarnos, aunque parezca
que jamás podrá acontecer...
Es verdad que sangra el corazón,
pués lo que se desea es estar juntos,
pero hay esa triste lejania...
Los cuerpos se llaman,
las bocas se desean,
mas el destino no se lo permite...
Ni siempre se tiene el derecho
de realizar un sueño de amor...
Será siempre un sueño desecho...
Un sueño triste, sin color...
El destino quiere los enamorados alejados,
aunque el deseo sea estaren juntos...
Desean amarse, desean besarse,
se quieren con deseo y locura,
pero el Destino no permite vivir el amor...
Siguen amando con el alma y el pensamiento,
besos y cariño a lo lejos cambidos,
entre amantes enamorados...


Marcial Salaverry
>

A VIDA TEM MOMENTOS DE MAGIA


A VIDA TEM MOMENTOS DE MAGIA
Marcial Salaverry

Em nossa vida sempre vivemos
certos momentos mágicos...
Saber vive-los é o segredo...

A vida apresenta, é verdade
momentos de magia e felicidade...
Nada melhor pra começar o dia,
do que sentir a brisa que nos acaricia,
o sol que o dia ilumina...
A vida é uma graça divina,
basta saber vive-la,
basta saber quere-la...
Basta saber ver o que há de bom,
e à sua vida dará um novo tom...
Momentos de magia são aqueles
em que o ar matinal respiramos,
em que ao amor à Natureza nos entregamos,
em que a Deus nosso dia devotamos...
Momentos de magia são momentos vividos
ao lado de nossos entes queridos...
Momentos em que nos sentimos isolados,
mas parece que estamos por uma mão amparados...
Momentos de magia são aqueles que temos,
vivendo quando e como podemos...
É amar a vida,
vivendo-a como deve ser vivida,
ao lado do amor que temos na vida...

O QUE O TEMPO PROVOCA NO AMOR

O tempo por vezes causa mudanças no físico e
na alma das pessoas, e isso certamente exercerá alguma influência nos relacionamentos...É preciso saber entender o que o tempo provoca no amor...
Osculos e amplexos,
Marcial

O QUE O TEMPO PROVOCA NO AMOR
Marcial Salaverry

A passagem do tempo sempre provoca mudanças no corpo e na alma das criaturas viventes, e realmente interessantes são as mudanças que ocorrem durante um relacionamento, pois efetivamente parece que o amor vai se modificando à medida que o tempo vai passando, quando na verdade o que acontece é que a maneira de se expressar, e viver esse amor é que vai mudando, e é preciso estar preparado para tais mudanças, para poder evitar certas reações traumáticas, que inclusive podem terminar com o relacionamento, embora os parceiros ainda se amem.

Um dos pontos mais nevrálgicos nessa questão de mudança comportamental, refere-se justamente ao interesse sexual, tido e havido como o ponto primordial em um relacionamento afetivo, e nesse caso, é preciso saber analisar bem a questão. É importante que se entenda que o interesse sexual não pode permanecer imutável e imexível todo o tempo, pois é uma questão orgânica inclusive, e que os anos vividos sempre afetam, e encarando sob esse prisma, não se pode pensar que uma eventual diminuição do interesse sexual possa ser apontada como fim do amor, mas apenas como um arrefecimento do tesão. Jamais como seu fim.

Na verdade, pode até ser, mas sempre é preciso dialogar, e buscar os porquês, antes de decisões drásticas, uma vez que existem diversas causas que agem como fatores inibidores para a saudável prática do sexo entre os amantes, e a própria rotina da vida é um deles. É preciso entender que sempre a mesma coisa acaba cansando, e por isso é importante saber inovar, usar de alguma criatividade para impedir a mesmice do cotidiano, que sempre irá causar algum desgaste.

Contudo, existem outros fatores que podem estremecer um relacionamento, e um deles pode ser uma mágoa muito funda provocada por alguma discussão, ou por alguma atitude que não seja bem compreendida, e nesse caso, é bom refletir um pouco, para entender o que houve com esse amor, pois se dele apenas restarem mágoas, é porque o amor não era amor de verdade. Mas mesmo nesse caso, deve haver o diálogo, para que não fiquem ressentimentos, que possam transformar em inimizade o que antes foi um amor cheio de carinho, eis que um "ex", não precisa necessariamente ser um inimigo. Pode se transformar em amigo. E uma boa amizade nunca será demais.

Pode-se esquecer que um dia houve um amor unindo duas pessoas, mas é muito difícil esquecer que houve essa pessoa. Sempre existirão fatores que trarão lembranças, boas ou más, mas lembranças que insistem em serem lembradas, e assim sendo, sempre será melhor pensar com suavidade, e mesmo com algum carinho, pois algo de bom sempre foi vivido. Sempre haverá em se apoiar o pensamento. Por que se aferrar apenas à mágoa?

Devemos apenas lembrar do que houve de bom, e procurar saber o que pode ter motivado um eventual rompimento, para evitar incorrer no mesmo erro no futuro.
Não se deve tentar varrer a pessoa amada da memória, pois será praticamente impossível consegui-lo. Vamos suavizar as lembranças, para que nos lembremos e consigamos falar sem chorar, sem mágoas ou ressentimentos. Se algo terminou, é porque algo foi vivido e teve episódios felizes. Então a dor e o ressentimento só vão dificultar o esquecimento.

Mas sempre será interessante ponderar bem antes de tomar uma decisão definitiva, pois poderá ser válido dar uma chance para o amor, principalmente quando ocorre o chamado "esfriamento sexual", que nem sempre é causado pelo fim do amor, pois o amor se houve, não acaba assim.  Vamos saber analisar o que provocou esse desinteresse repentino, que pode ter diversas causas, desde clínicas e até psicológicas, ou simplesmente etárias. Não se pode querer que aos 40, 60 ou 80, tenha-se o mesmo ardor sexual que aos 20. E há que se considerar que se um dos parceiros tiver mais ardor, deverá entender o que está ocorrendo com a parceria. Se houver amor
de verdade, esse fator será facilmente superável, desde que haja diálogo, pois assim é o amor, e temos que saber vive-lo, sabendo entender todas suas nuances, sabendo superar todas as crises. Até mesmo a fatídica (para alguns) "perda" do tesão, eis que, verdade seja dita, amor e tesão não se perdem. Podem mudar de forma, mas no interior sempre existirão. Se não houver mais o ardor sexual, poderá haver um carinho suave, como maneira de expressar o amor sentido. Um beijo carinhoso pode expressar
muito mais amor do que uma transa forçada, e uma conversa, de mãos dadas, olhos nos olhos, tem um efeito tremendamente benéfico para um relacionamento maduro.

Sempre devemos dar uma chance a mais para o amor, antes de dizer adeus, sempre desejando fazer de cada dia, UM LINDO DIA...

sexta-feira, 21 de abril de 2017

SER ETERNAMENTE UMA CRIANÇA FELIZ

SER ETERNAMENTE UMA CRIANÇA FELIZ
Marcial Salaverry
 
Para ser eternamente,
pura e simplesmente
uma criança feliz,
saiba manter sua alma criança...
Manter a alma infantil,
em seu carinho e sinceridade, 
ser terna e eternamente criança,
saber abraçar com carinho e amizade,
conhecer o que é felicidade...
Querer sempre ser essa criança,
não permitindo que a alma
sequer envelheça,
e tampouco envileça...
É essa a ideia da felicidade,
sendo eternamente uma criança feliz...
Embora o físico mostre as marcas do tempo,
que a alma fique livre desse contratempo...
 

Marcial Salaverry

UM SIMPLES SONHO DE AMOR

UM SIMPLES SONHO DE AMOR
Marcial Salaverry

Sonho que te quero sonhar...
Amor, que te quero amar...
Poesia, que te quero poetar...
Desejo, que quero desejar...
Boca, que quero beijar...
Sonho que estou a amar...
Amo, e me inspiro a poetar...
Poeto, e fico a desejar...
Desejo tua boca beijar...
Beijo que me faz sonhar...
Sonho que estou a te amar...
Amando, estou a poetar...
Poetando, sonho que estou te amando,
e tua boca beijando...
Num sonho de amor,
tudo pode acontecer...
Até nosso amor nascer...