quarta-feira, 29 de março de 2017

UM ABRAÇO COM TERNURA

UM ABRAÇO COM TERNURA
Marcial Salaverry

Pode ir sem medo, abra os braços,
tente sentir do que um abraço é capaz...
Veja como ele transmite paz,
transmite amizade, ternura,
transmite uma gostosa doçura...
Quando sincero,  bem apertado,
deixa a tristeza de lado...
Se for cheio de terna amizade,
transmite uma doce felicidade,
algo de que todos tem necessidade...
Sendo um abraço amigo de verdade,
transmite fé,  força e energia,
e certamente plena alegria...
Portanto, pode ir sem medo,
abrace, e será abraçada também,
e assim, solte a ternura que sua alma guarda,
e que por amigos abraços aguarda...


Marcial Salaverry

O SOL EM NOSSA VIDA



O SOL E NOSSA VIDA
Marcial Salaverry
 
Sem que se diga coisa demente,
nossa alma, pode, certamente
ao sol ser comparada...
 
Após a escura madrugada,
a cada novo dia o sol renasce,
como a alma cada vida, novamente nasce...
 
Após o sol se por, um um novo dia ele renascerá...
 
Assim é a alma, após a vida findar, em nova vida ela renascerá...

 

ALGUMAS IDÉIAS SOBRE AMOR OU AMIZADE

Uma amizade pode sobreviver sem que exista amor entre
os parceiros, mas o amor sem amizade, com o tempo
pode se desgastar e findar...
Ósculos e amplexos,
Marcial

ALGUMAS IDÉIAS SOBRE AMOR OU AMIZADE
Marcial Salaverry
                      
Certamente nossa vida é marcada por acontecimentos e pessoas. Na verdade, penso que todos nós temos um lugar especial em nosso "álbum  de recordações" para alguém que marcou nossa infância, e, que por algum motivo especial acabou se transformando  em um de nossos "ídolos". Um desses ídolos de minha infância (que ficou bem longe...) foi alguém pouco conhecido.  Não sei se alguém já ouviu falar em Sir Charles Chaplin. Talvez pelo codinome Carlitos, alguém o conheça. Ainda vão ouvir falar dele, apesar de estar em início de carreira...

Descobri uma citação desse rapaz, muito bonita por sinal, vejam:
"As melhores e as mais lindas coisas do mundo não se podem ver nem tocar, elas devem ser sentidas com o Coração."
De fato... Ninguém jamais conseguiu tocar no Amigão, mas sem nenhuma sombra de dúvida, Ele figura entre as melhores amizades que poderemos ter.  Nós vemos e sentimos sua presença em nosso interior, com nosso coração e nossos sentimentos, mas nunca conseguimos, nem conseguiremos tocá-lo com nossas mãos. E em sã consciência, ninguém conseguirá negar sua presença sempre marcante, salvo por uma teimosia muito arraigada.
Outra coisa a ser considerada, quem pode dizer que já tocou, ou já viu o Amor?  Podemos ver, tocar, sentir, o objeto de nosso amor, mas não o sentimento Amor...  Será que existe? Na verdade, senti-lo ou mesmo vivenciá-lo, é uma coisa,  mas tocá-lo, pegá-lo, é outra muito diferente.

Sentimos quando amamos, sentimos quando somos amados, assim como poderemos sentir a conjunção dos dois.  Amar e ser amado,  é o máximo que alguém pode desejar.  Poderemos tocar, sentir, beijar, a pessoa amada.   Mas o Amor só será sentido em nosso coração, em nossa alma, em nosso cérebro, apenas com nossa razão, e jamais com nosso tato, com nossa visão ou audição.

Assim como a Amizade, que é mais etérea ainda que o Amor. É um sentimento tão estranho, que sequer tem explicação, que dizer, então, da possibilidade de toque.

Sentimos Amizade por alguém, muitas vezes ao primeiro sinal de vida. Num simples bater de olhos, seja na pessoa, seja em algo que ela escreve ou faz. É uma Afinidade que surge inexplicavelmente.   Tocar na Amizade?  Como? Podemos quando muito tocar na pessoa amiga, e nem isso é necessário para que uma Amizade surja, cresça, e se desenvolva, eis que muitas vezes nos tornamos grandes amigos de pessoas que sequer conhecemos fisicamente, mas conhecemos suas idéias, sua alma, sendo  esse  o principal conhecimento que precisamos ter.

Nosso garoto Chaplin está coberto de razão, pois as melhores coisas que existem na vida devem ser apenas SENTIDAS com nosso coração, com nossa alma.  E quando surgirem esses sentimentos, ao invés de procurar explicações, devemos vivê-los, senti-los, curti-los até a exaustão, enquanto vivos estivermos, uma vez que tocá-los, pegá-los será impossível.  Vivamo-los, pois. Principalmente, saibamos vive-los, com respeito e reciprocidade.

Assim como esses sentimentos são inatingíveis, não devemos sofrer quando a pessoa querida não estiver a nosso lado.  Devemos usar nossa força espiritual para sentir essa presença desejada bem perto.  Pois se o sentimento deve ser apenas vivido, já que tocá-lo é impossível, então poderemos igualmente curtir a presença ausente, como se a nosso lado estivesse...

Se não podemos ter a pessoa querida ao nosso lado, poderemos sentir a presença espiritual, que também é gratificante. Por vezes, substitui a presença material com vantagens, pois não existem rusgas, que por vezes surgem com a convivência física.

O mesmo se pode falar de muitas coisas gostosas que poderemos ter ou sentir, ou que assim desejamos, tais como  carinho, consideração, lealdade, que são  sentimentos vividos, sentidos, mas que jamais serão tocados, desmentindo as idéias que muitas pessoas tem, de que somente poderemos acreditar naquilo que vemos, tocamos ou cheiramos.

Por ora ficamos assim... Espero que todos tenhamos UM LINDO DIA, e que sempre nos seja possível repeti-lo...
 

terça-feira, 28 de março de 2017

PARA CONVERSAR COM DEUS

Para conversar com Deus,
basta abrir sua alma com Fé,
e em seu livre arbítrio, deixá-Lo entrar...
E saber escutá-Lo...

PARA CONVERSAR COM DEUS
Marcial Salaverry

Para conversar com Deus,
temos que ter Fé apenas,
pedindo alívio de nossas penas...
Com Deus conversamos
quando precisamos
pedir algo por nós,
ou por alguém necessitado...
Mas,principalmente
para agradecer o privilégio
de podermos pedir...
A conversa com Deus,
vem de nosso interior...
Ele nos escuta,
e nos fala com amor...
Em silêncio,
deixamos nossa alma falar,
pois Ele assim vai nos escutar...
Deus escuta nossa alma,
e se soubermos ouvi-Lo,
seu falar nos acalma...
Quem disso é capaz,
tem sua alma em paz...
Ouçamo-Lo com o coração,
pois Ele nos fala à razão...

Marcial Salaverry

AMOR DE COMPUTADOR


AMOR DE COMPUTADOR
Marcial Salaverry
Amor de computador... como será?
Um do lado de lá... outro de cá.
Estranho amor cibernético...
Vivido na imaginação.
Não vemos nossa musa,
Mas sentimos muita emoção.
Temos gozo, temos prazer. ..
Mas como? Sem sequer a ver?
Essa a grande vantagem,
De embarcar nessa louca viagem,
Não se falha, não se trai,
Ela está lá... eu estou cá...
E daí? Que importa a distância?,
Vale a emoção,
Vale o tesão...
E daí? Que importa a distância?
Vale o sexo,
 Sem nexo
E daí? Que importa a distância?
Vale a loucura
Sem frescura
Eu estou cá... Ela está lá...
Que importa se nos vemos,
Ou não
Se nos tocamos,
Ou não
Basta que nos amemos...
Ela lá... e eu cá...
Amor de computador ...
Amor sem dor.
Amor cibernético...
Amor elétrico...
Amor de imaginação,
Mas com muita emoção...

AMANDO SEM DESENCONTROS

AMANDO SEM DESENCONTRO
Marcial Salaverry
 
Errar, faz parte da humana natureza,
e com toda a certeza,
errastes muitas vezes,
causando alguns revezes...
Mas se o amor existe,
o sentimento sempre persiste...
Sempre haverá muito compreensão,
abrandando o coração...
Assim, com palavras e atitudes mais ponderadas,
tais situações poderão ser evitadas,
e o amor poderá conhecer a felicidade,
a ser vivida em reciprocidade...
Assim, será mantida perenemente a magia,
que traz para a vida tanta alegria...
Fale com seu amor, pegue sua mão,
ponha-a sobre seu coração...
Ele pegará a tua,
e assim, ambos chegam até a lua...


Marcial Salaverry

OS MISTÉRIOS QUE ENVOLVEM NOSSO CÉREBRO

Falando de coisas misteriosas, que tal tentarmos entender nosso cérebro?
 Procurem não fundi-lo, ou mesmo confundi-lo... Poderá entrar em crise neuronial...
E a coisa pode ser um mistério realmente impenetrável...
Osculos e amplexos,
Marcial
OS MISTÉRIOS QUE ENVOLVEM NOSSO CÉREBRO
Marcial Salaverry

Com certeza é bastante problemático tentar desvendar os mistérios que poderiam explicar o funcionamento de nosso cérebro, eis que ainda não se sabe exatamente para o que ele real e exatamente serve.  A ciência, apesar de toda sua evolução ainda não chegou a desvendar sequer 10% de seu Manual de Instruções.

Aliás, pelo constante evoluir do progresso tecnológico, pode-se chegar à conclusão de que existe algum programa lá instalado, que só permite a saída de informações por um sistema de conta-gotas, para que seus segredos jamais sejam totalmente desvendados, pois o evoluir constante da ciência e dos conhecimentos mostra claramente que a evolução só é permitida aos poucos, quando as pessoas vão sendo “preparadas” para receber esses conhecimentos.

Notem que geralmente as crianças começam a assimilar as novidades mais rapidamente que os adultos, pois seus cérebros ainda estão em formação, e já vão recebendo essa preparação.
Um de meus grandes ídolos, Sir Charles Chaplin, assim o definiu:
 "Nosso cérebro é o melhor brinquedo já criado: nele se encontram todos os segredos, inclusive o da felicidade.   (Charles Chaplin) "
Indiscutivelmente, todos os segredos da vida lá se encontram. Difícil é explicar porque existem algumas pessoas que, por algum privilégio especial, obtém um melhor rendimento, e dessa maneira, conseguem aproveitar melhor os recursos nele armazenados.

Mas o mais interessante, é que a “torneirinha liberatória de conhecimentos” é curiosa. Pode-se notar que não existe uma “liberação geral”, pois cada um de nós desenvolve  determinado tipo de conhecimentos.  Mas a coisa é meio limitada, pois um cientista, dificilmente será um artista. Seu cérebro apenas libera os conhecimentos científicos, e isso não deve fazer muito bem para seu cérebro, pois geralmente os cientistas são incrivelmente distraídos, não conseguindo focar a atenção em coisas práticas da vida.

Por outro lado, um escritor não conseguirá ser um bom carpinteiro. E assim por diante.

Poderemos ser geniais em determinadas coisas, desenvolvendo nossos conhecimentos ao ponto máximo de tudo sabermos sobre determinados assunto, mas em compensação, seremos autenticas bestas em outras coisas, não sendo capazes de realizar tarefas que a mais ignorante das criaturas (no nosso modo de ver), poderá fazer de olhos vendados, e para essa pessoa, os ignorantes seremos nós, apesar de toda nossa sapiência.

Outro ponto que o cérebro comanda, e que não encontramos explicações, são para as  questões referentes ao amor, à afetividade.  O coração é o órgão exaltado nesse ponto, mas na realidade bem real, o órgão pensante e que determina de quem iremos gostar, é o cérebro.

Alguém será capaz de explicar, à luz da ciência, dos conhecimentos,  porque gostamos de determinadas pessoas, e desgostamos de outras?  Por que nos apaixonamos por alguém que, às vezes sequer conhecemos? Coisas do cérebro.  É assim porque é e pronto. Quem achar que não é, pode tentar explicar...

Da mesma maneira que a ciência não descobriu o manual de instruções dele, nós não conseguimos explicar o porque de certas reações. Quem poderá explicar o ciúme, o desejo, a raiva, os vícios (o cérebro diz que  fará mal, mas...). Enfim... coisas do cérebro...

Por exemplo, quantas vezes ficamos com algum pensamento martelando o recheio de nossa caixa craniana, e por mais que o tentemos afastar, ele se insinua novamente.  Não existe explicação plausível para isso.

Agora o ponto crucial mesmo é o botãozinho que regula a tão cobiçada e desejada felicidade.

Vai ver que ela ainda está naqueles 90% desconhecidos, e só alguns privilegiados conseguiram descobrir o programa que a libera. Realmente, a felicidade se encontra dentro de nós.  Basta sabermos usar direitinho o que nos oferece o cérebro, para a desfrutarmos.  Depende de sabermos viver a vida, dentro de nossos recursos e possibilidades.  O que atrapalha muita gente que não consegue ser feliz, é que não consegue sentir-se feliz com aquilo que tem.  E seu pensamento fica exigindo sempre algo além do que consegue.

Coisas do cérebro.

Para não forçar demais nossos 10% atuantes, convido-os para UM LINDO DIA.

segunda-feira, 27 de março de 2017

AMIGOS VIRTUAIS

AMIGOS VIRTUAIS
Marcial Salaverry

Juntos
sempre
estaremos,
e assim
nos abraçaremos,
juntos
ainda que
distantes...
 
Marcial Salaverry
 
 

 

ASSIM DEVE SER A VIDA


ASSIM DEVE SER A VIDA
Marcial Salaverry

A vida é bela, na verdade...
Assim é a vida, encare sem maldade,
não existe eterna felicidade...
Existem momentos felizes,
e também alguns infelizes...
Existem aqueles que devem ser aproveitados,
momentos vividos em arroubos apaixonados...
Se não forem com amor vividos,
serão apenas momentos perdidos,
e que jamais serão recuperados,
deixando-nos desconsolados...
Há que se viver a vida,
como ela deve ser vivida,
sentindo a felicidade,
de ter amor pela humanidade...
Amor que não deve ser perdido,
devendo ser bem distribuido
enquanto existir vida em nós,
sem nos deixaremos prender em nós,
pois depois será tarde demais,
quando se for, a vida não volta jamais...
E aqueles doces momentos,
que tanto mexeram com nossos sentimentos,
poderão ser apenas lamentos...
Se amor tivermos no coração,
vivamo-lo com muita emoção...


Marcial Salaverry

UM AMOROSO ENCONTRO DE AMOR

UM AMOROSO ENCONTRO DE AMOR
Marcial Salaverry
Um amoroso encontro de amor,
deve ser vivido a qualquer hora que for,
vivendo-o com gostosa  doçura,
tendo do amor,  toda a incrível ternura
de um amor recíproco e sem censura...
Em cada movimento, uma loucura,
em cada carícia, muita ternura,
numa paixão que para sempre dura...
Então,  coroando todo esse terno amor,
é preciso vivê-lo com muito calor,
sentindo toda essa doce sensação...
Mãos e pernas que se entrelaçam,
vivendo as delícias que os corpos não dispensam...
E assim, vivendo esse amor tão profundo,
com quentes carícias chega-se até o fundo,
até desejando que pare o mundo,
chegando ao auge dessa paixão,
que faz sentir uma incrível vibração,
que é essa sensação mágica que traz o amor,
essa doce emoção que à vida dá mais cor...
Deseja-se sentir nesse momento só prazer,
e que se prolongue enquanto viver,
pois o importante sempre será amar,
jamais pensando esse amor deixar...
Sempre felizes e apaixonados,

terna e eternamente enamorados,
amando-se em plenitude enquanto viver,
desejando que tanto amor para sempre vá permanecer...

"SÓ NÃO SOU PERFEITO PORQUE SOU HUMILDE..."

"Só não sou perfeito, porque sou humilde..."Muita gente realmente tem
essa opinião a seu proprio respeito...
Será real?
Osculos e amplexos,
Marcial
"SÓ NÃO SOU PERFEITO PORQUE SOU HUMILDE..."
Marcial Salaverry

"Só não sou perfeito porque sou humilde...", quem pensa assim, certamente considera-se perfeito, acreditando que só os outros é que tem defeitos, e esse, justamente é um defeito que todos temos, ou seja, sempre reparar nos defeitos alheios, e com uma enorme dificuldade para enxergar os nossos. Afinal, segundo nosso "humilde" julgamento, somos perfeitos, conforme uma frase muito interessante que já li, em inscrição de camisetas :"Só não sou perfeito, porque sou humilde..."
A esse respeito, recebi uma citação muito interessante, de autoria de La Rochefoucauld, grande filósofo francês:
"Se nós não tivéssemos defeitos, não teríamos tanto prazer em notá-los nos outros"
Sem dúvida alguma, nosso jovem amigo está coberto de razão, eis que é muito fácil e gostoso apontar defeitos e erros alheios, sempre esquecendo que também os temos e os cometemos, e também esquecendo que da mesma maneira que julgamos, também seremos julgados, e nossos erros por outros apontados, caindo sempre num eterno círculo vicioso, por causa das maledicências.
Muitas vezes, julgamos uma pessoa por informações dela recebidas, sem termos o devido cuidado em verificar o fato, ou mesmo em constatar se a fonte geradora é inteiramente confiável, e isso nos induz a cometer erros, e esse tipo de "credulidade" é um defeito a ser corrigido com certeza, eis que por vezes, acreditamos em alguém que pensamos ser nosso amigo, e acreditamos no que essa pessoa nos fala de uma terceira, e tomamos atitudes inconvenientes, das quais possivelmente acabaremos por nos arrepender no futuro.
Uma lição que a vida nos ensina é essa. Sempre devemos "checar" informações passadas, mesmo que por pessoas amigas. Por vezes tais pessoas, que julgamos amigas de verdade, distilam sua raiva contra eventuais inimigos e, por acreditarmos na sinceridade dessa amizade, tomamos certas atitudes contra seus "inimigos", que terminam por ser nossos inimigos também, nem sempre justamente. Muitas amizades são desfeitas por coisas assim.
Muitas vezes o futuro nos mostra que os defeitos que nos foram apontados pelo amigo, não correspondiam à verdade. O bicho não era tão feio como nos fôra pintado. Muito pelo contrário, pois realmente quem estava errada foi aquela pessoa, que nos parecia tão amiga.
O desagradável, é constatarmos que essa mesma pessoa, que citava uma infinidade de defeitos em outras pessoas, depois certamente fará o mesmo contra nós, descobrindo um monte de defeitos, e os apontando para quem ainda estiver a seu lado, e assim sucessivamente. Sempre procurando uma vítima para descarregar sua bílis.
 
Assim caminha a humanidade, afogando-se num mar de fofocas e dizquediz...
O mais interessante é que, ao invés de procurarmos descobrir quais são os defeitos alheios, quais são os pontos fracos de outras pessoas, seria melhor se procurássemos verificar os nossos, verificando onde podemos nos corrigir para melhorar nossa auto-estima.
Fazendo uma análise profunda de nossa personalidade, muitas vezes tendo a humildade de perguntar aos amigos que defeitos eles veem em nós, poderemos nos corrigir, melhorando nossa imagem.
Claro que temos que receber eventuais críticas contra nossas atitudes com reservas, pois podem não ser corretas, ser fruto de alguma observação mal direcionada. Por isso a importância de conhecermos nosso interior, assim, se alguém nos aponta um defeito em nossa personalidade, façamos um estudo de nosso comportamento, e, descobrindo que realmente temos esse defeito, tenhamos a humildade de reconhecê-lo e mudarmos nossa linha de conduta, deixando de nos considerasrmos "perfeitos"...
Temos que nos acostumar com a idéia de que, ao apontarmos defeitos alheios, os nossos também estarão sendo apontados. Devemos sempre ter presente que ninguém é perfeito, e nem "dono da verdade", pois, o que é verdade absoluta para uns, não o é para outros. E todos tem direito à sua maneira de pensar, ao seu livre arbítrio. Inclusive de de se julgarem perfeitos, como nós nos julgamos.  Quem somos nós para determinar que tal ou qual conduta é a correta, se até mesmo as leis que regem o comportamento das pessoas perante a Sociedade podem ser questionáveis.
Fala-se que política, futebol, religião, e preferencias sexuais, são assuntos que não se devem discutir. Não discuto, concordo, pois são realmente assuntos polêmicos, e cada qual tem seu ponto de vista firmado, ou quase. São assuntos que só devem ser abordados sob consulta, em havendo um pedido de opinião.
Assim como assuntos envolvendo comportamento humano. Cada qual tem seu ponto de vista. O que é certo para uns, é errado para outros. O que alguns apontam como graves defeitos, para outros podem ser virtudes. E daí, como ficamos? Não ficamos, só devemos respeitar a maneira de pensar alheia. Todos tem direito de acertar e errar. E não por não gostarmos de algum artista ou de alguma personalidade que ninguém deverá gostar, pois a nosso aviso ela não presta. É uma opinião nossa, e que apenas deverá ser emitida quando solicitada.
Salvo se um erro alheio for nos afetar, nesse caso, devemos nos defender.

Só para finalizar, sempre que formos apontar defeitos em outras pessoas, que tal pararmos para pensar um pouco nos nossos?
Agora crianças... UM LINDO DIA, perfeito... Sem defeitos...

domingo, 26 de março de 2017

VIRTUAL OU REAL, AMIZADE É FELICIDADE

Virtual ou real,
amizade e felicidade...
Além de rimar poeticamente,
combinam realmente...

VIRTUAL OU REAL, AMIZADE É FELICIDADE
Marcial Salaverry

Com certeza, amizade
combina com felicidade...
E como faz bem para a alma,
conforta e acalma...
Uma sincera amizade,
suficiente para a felicidade...
Um amor pode ser comprado,
um amigo tem que ser conquistado...
Amizade continua sendo o melhor
e mais sincero sentimento....
Devemos viver o presente e o futuro...
Passado é passado, passou!
não quer dizer que tudo acabou,
pois se restou a amizade, 
é sempre motivo de felicidade...
Seja virtual ou real, sempre será lembrada,
e jamais deverá ser olvidada...

 

VERSOS FLORIDOS

VERSOS FLORIDOS
Marcial Salaverry

Versos são como flores,
enchendo de cores
os olhos de quem os lê...
Se de amor são os versos,
despertam carinhos diversos,
e jamais sentimentos perversos...
Com lindas flores,
falamos de amores,
espalhando seus odores...
Com versos floridos,
curamos amores doloridos...
Receba lindos versos com carinho,
ensinando-lhes o caminho
para alegrar o coração,
com essa doce emoção...


Marcial Salaverry

POETAS SOMOS ASSIM



POETAS SOMOS ASSIM
Marcial Salaverry

Poetas somos assim.
queremos apenas poetar enfim...
Nada de guerrear,
ou de algo disputar...
Interessa-nos apenas os corações alegrar...
Queremos o amor resgatar,
o romantismo de novo,  os sentidos dominar.
Queremos apenas poetar...
Fazer os leitores com o amor sonhar,
e em seu despertar,
novamente querer aos sonhos se entregar...
É muito mais gostoso amar,
do que por bobagens brigar...
Mas nós queremos é poetar...
Apenas quem falar de amor e quiser amar,
vamos incondicionalmente apoiar.
Em desenvolver nossa arte, é que vamos pensar...
Alguém conhece algo melhor do que amar?
Se apaixonar?  Romancear?  Namorar?
Paquerar ou mesmo "Ficar"?
Se disser que conhece... vá se tratar...
bom da cabeça não deve estar.
Entendam-nos... só prá finalizar:
NÓS, POETAS, QUEREMOS POETAR!!!

Marcial Salaverry

PARA O DIA DA AMIZADE VIRTUAL


Amizade virtual... Será uma realidade virtual,
ou é virtualmente uma realidade?
Osculos e amplexos,
Marcial

PARA O DIA DA  AMIZADE VIRTUAL
Marcial Salaverry

Falando sobre "Amizade Virtual", chega a ser algo fascinante e digno de estudos, a facilidade com que abrimos a porta para uma amizade virtual.  Considerando, claro, que a porta de entrada é nosso outlook, e essa visita sempre é recebida com muita alegria.

Principalmente nesta situação atual, em que sair de casa sempre é uma aventura, uma amizade virtual sempre poderá ser uma válvula de escape, pela necessidade de comunicação que todos temos.  É muito triste viver sem ter com quem falar.

E essa é a grande vantagem das amizades virtuais.  Não precisamos estar bem vestidos, ou mesmo vestidos.  Não tem importância se estamos perfumados, ou se ao menos tomamos banho.  Por enquanto o computador não transmite cheiros.  Imagem já podemos ver, mas os cheiros, ainda não chegam a ser sentidos.  Só se a Microsoft lançou alguma novidade nesse sentido, e sinceramente, não podemos duvidar de nada, tal o desenvolvimento da tecnologia computadoresca...

Essa facilidade nos faz pensar numa coisa interessante... Qual será o motivo que por vezes nos inibe no trato pessoal? 

Através de um contato “emaillistico”, fazemos confidências, contamos coisas que muitas vezes sequer a nossos amigos ou parentes mais chegados falamos.  Interessante a confiança que sentimos nesse contato meramente anímico.

Talvez seja justamente esse fato de não haver o contato físico, é que seja o fator estimulante.  Precisamos desabafar algo entalado em nossa garganta, e temos algum receio de melindrar alguém a nosso redor.

Então, ficamos engolindo aquele sapo.  A virtualidade internetal nos possibilita desentalar o bendito batráquio.  Muitas vezes encontramos a solução para o que nos afligia, pois quem nos “escuta” do outro lado, pode dar uma opinião com absoluta isenção de ânimo, muitas vezes dizendo-nos o que queríamos ouvir. E assim podemos mandar o sapo “cantar noutra freguesia”.  Coisas da magia da Internet.

Quantas vezes,  deixamo-nos levar por recordações, lembrando fatos passados.  Histórias que estavam completamente esquecidas, e de repente, são lembradas, e até mesmo transformadas em contos que acabam despertando o interesse de muita gente.  Lembranças que foram acionadas por um bate papo emaillístico ocasional. 

A magia da Internet, quantas vezes serviu de alento para pessoas quase à beira do desespero e que, num momento de angústia acabaram encontrando o lenitivo em outro alguém que se dispôs a ouvir.  Que soube, embora à distancia, mostrar um caminho, despertando essa estranha confiança que a virtualidade provoca, encontrando nessas mãos invisíveis, o apoio necessário para soerguer-se.  É verdadeiramente inexplicável certas coisas que acontecem, quando encontramos alguém que nos desperte uma  confiança total.  Chegamos a sentir sua mão em nosso ombro, dando-nos apoio.  Sentimos até mesmo a força de seu olhar, indicando-nos seu carinho em nos “ouvir”, em sua intenção de nos ajudar.

E como essas palavras nos fazem falta na eventualidade de ser cortado o elo mágico. Sim, porque esse é justamente o ponto negativo da amizade virtual.  A facilidade em se perder um contato.  Existem diversas razões que podem determinar esse “desaparecimento”. Desde uma simples pane no computador, que pode provocar perda de arquivos. Pode ser o surgimento de um amor físico, provocando a quebra das amizades virtuais. Pode ser uma doença. Enfim, são muitas as possíveis causas para esse “divórcio internético”.  E que sempre nos traz alguma tristeza, pois sempre criamos um vínculo com alguns desses amigos, até mais forte do que os físicos.  Mas,  são coisas da vida, e devemos saber superar esses traumas causados por certos ‘sumiços internéticos”.  Claro que durante algum tempo, sentiremos falta daquele e-mail, daquela papo que se revelou muito amigo, daquela amizade que aprendemos a considerar e que sabe-se lá porque, sumiu.

Li algo interessante, que me foi passado pelo inefável L’Inconnu, que ilustra bem o que vem a representar uma amizade virtual:
"Você não é apenas um nome que se esconde atrás de um arroba. Você tem alma.  Você tem um "eu" que precisa e deve ser respeitado. Que precisa e deve ser amado.  De virtual, na verdade, você não tem nada. Saiba que  meu carinho e meu amor, são o que tenho de mais real. Minha amizade está esperando por você. Não desapareça."

Assim sendo, se por algum motivo for “desaparecer”, não se esqueça de avisar, pelo menos os amigos mais chegados, para não deixar essa “sensação de abandono”.
Vamos selar nossa amizade virtual com um imaginário e quente abraço, desejando-nos UM LINDO DIA, hoje e sempre, seja no virtual ou no real...

sábado, 25 de março de 2017

O GOSTO DO TEU BEIJO

O GOSTO DO TEU BEIJO
Marcial Salaverry
 
Lembrar do doce sabor
de teus ardentes beijos,
alimenta sempre o amor,
e acende meus desejos...


Marcial Salaverry

A CADA DIA QUE VIVEMOS


A CADA DIA QUE VIVEMOS
Marcial Salaverry

A cada dia que vivemos,
viver mais um dia queremos,
esse é o desejo que sempre temos...
Queremos sempre felicidade,
e sempre temos oportunidade
de encontrar de tudo um pouco
neste mundo louco...
Gente que quer te amar,
e muito prazer te dar...
Gente que quer te chatear,
e só deseja a vida atrapalhar...
De tudo encontramos,
mas felicidade é o que anelamos...
E assim vamos vivendo a vida,
como ela deve ser vivida,
com a alegria e felicidade devida,
pelo tempo que tivermos de vida...


Marcial Salaverry