quinta-feira, 21 de julho de 2016

VENDO-TE NUA AO LUAR

VENDO-TE NUA AO LUAR
Marcial Salaverry
 
Vendo-te nua ao luar,
estarei pronto para amar...
Esquecerei todo e qualquer pudor,
para viver este amor...
Cobrindo-te de beijos,
satisfaremos nossos desejos,
amando-nos até o dia clarear,
não desejando jamais parar...


Marcial Salaverry

sábado, 16 de julho de 2016

A BELEZA DO AMOR

 
A BELEZA DO AMOR
Marcial Salaverry
 
O amor em sua beleza,
é o que nos mostra a Natureza...
E assim, sem perder a razão,
seguindo das rosas o odor,
sentirás em teu coração
o perfume e a beleza do amor,
enchendo a alma de calor...
 
Marcial Salaverry


quinta-feira, 14 de julho de 2016

DOCES LEMBRANÇAS NA MEMORIA
Marcial Salaverry
 
Uma linda valsa ouvindo,
e na memória curtindo
lindos momentos vividos
que melhores não poderiam ter sido...
Dessa valsa gravada no coração,
fica aquela sensação
que levo no pensamento
as memórias perdidas no tempo...

Certamente nessas memórias,
perdidas no tempo, quantas histórias...
Doces amores no embalo de uma valsa...

MARCIAL SALAVERRY

quarta-feira, 13 de julho de 2016

A VOZ DA SERESTA

A VOZ DA SERESTA
Marcial Salaverry
 
A seresta é o canto de seresteiro,
que fala de amor à sua amada...
É a voz romantica de quem
canta seu amor à luz da lua...
Mas é algo que não se escuta mais...
Será o fim da seresta apenas?
Na verdade, não pode ser esta
a última seresta
que ainda se possa escutar
cantada pela voz de quem quer apenas amar...
Ouça como a voz do seresteiro,
deixe que ela fale ao coração primeiro...
Deixe que ela simplesmente cante o amor,
sempre trazendo à vida mais calor...
E que o canto da seresta,
não seja mais do que a paixão etílica,
que se dilue ao não ver abrir janela,

para o canto ser ouvido por sua donzela...

sábado, 14 de maio de 2016

Projeto Ondulações

O que é e como surgiu a ideia do Projeto Ondulações? Do desejo de transmitir a outros minha alegria por ter a poesia como uma aliada. Eu passei a publicar minha obra aos 50 anos e com ela veio a tão almejada realização pessoal. Até que a poesia me acolhesse de forma terapêutica, afinal com ela eu dividia minhas dores, limitações, sonhos, enfim, eu não me sentia aceita no mundo racional/burocrático em que vivia. Como gratidão e na esperança de encontrar outros, que como eu, precisassem derramar suas almas através da arte escrevi "Projeto Ondulações 2013 - Gênesis" e a proposta era um compartilhar meus escritos com os dos leitores. A partir daquela publicação surgiu a ideia de ir ao encontro das pessoas fragilizadas por suas mazelas. Desde 2013 o Projeto tem ido a diversas Instituições e alcançado vidas, mas principalmente temos aprendido com os assistidos. A cada evento ou visita sinto-me renovada. Convido-o a conhecer as publicações do projeto que se encontram disponíveis no link: https://drive.google.com/drive/u/0/folders/0B-JZhP45QaFxa0w4SDlWU251dDQ​ São elas: - Projeto Ondulações aprovado no III Encontro da Academia Nacional de Letras do Portal do Poeta Brasileiro em outubro de 2013 em Maceió; - Projeto Ondulações 2013 - Gênesis; - Projeto Ondulações 2014 - Propostra e resultados - Poesia e Pensamento em Ação - Projeto Onduações 2015 e - Projeto Ondulações 2015 - Ondas Poéticas Convido-o a visitar os links da Cooperativa Clube de Autores ( https://www.clubedeautores.com.br/authors?sort=&topic_id=&utf8=%E2%9C%93&what=teresa+azevedo&where=authors ), onde estão à venda outros livros de minha autoria e a assistir ao video sobre o Projeto www.youtube.com/watch?v=qM3t5Dp2Y_I, Participe! Você é muito importante para nós! Teresa Azevedo Membro Efetivo da ANLPPB - Cadeira 06 (Academia Nacional de Letras do Portal do Poeta Brasileiro) e Coordenadora do Projeto Ondulações

domingo, 27 de março de 2016

A SEMENTE








Buscando o universo da vida
Na explosão de um amor


Cheguei cansado
Em uma jornada extenuante
Por um túnel profundo


Lá dentro da casinha
Fiz a minha caminha

Cresci protegido
Desde que fui concebido


Estive na bolsa de águas escuras
Querendo ver a luz brilhar
Cheguei enxergando este mundo...
Sentindo emoções... com bondade... com alegria...


quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

TOCANDO-TE, AMANDO-TE

“TOCANDO-TE, AMANDO-TE”    


Se  te toco
Com meus lábios
É porque te amo sim
Com todo amor e paixão.

Se meus olhos fitam os teus
Como se desejassem
Tomar posse de ti
Podes olhar-me a vontade
Sem medo de que eles mintam.

Se meu desejo é um só
E se o desejo é amar-te
Te asseguro, minha amada,
Um amor  terno e febril.

Por isso, tua lembrança
Não me sai do pensamento
Que te busca a todo instante
Nos meus enamorados sentimentos.


JC BRIDON






terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Dor-brilho-inspiração

Como todo sentimento que flutua pelo ar, toda dor que toca o poeta reluz inspiração. (Dedicada a Sarah Passarella)


Teresa Azevedo




Pintura de Paul Klee - pintor e poeta suíço naturalizado alemão. O seu estilo, grandemente individual, foi influenciado por várias tendências artísticas diferentes, incluindo o expressionismo, cubismo, e surrealismo. Ele foi um estudante do orientalismo. Wikipédia
Nascimento: 18 de dezembro de 1879, Münchenbuchsee, Suíça
Falecimento: 29 de junho de 1940, Muralto, Suíça

Educação: Academia de Belas Artes de Munique

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Agradeço a Deus por mais um novo ano.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

PRECIOSIDADE



PRECIOSIDADE
Eri Paiva

Quer estejamos distantes ou lado a lado,
Cuidemos em cultivar, como verdade,
Que uma Amizade, se de bom grado,
É, um do outro, sua preciosidade!

Qual joia rara em seu intenso brilhar,
Qual rosa que doce fragrância emana,
Ou qual chama de luz a acolher, clarear,
Amizade é o reflexo da alma que ama!

Amigos de longa data e de tempos idos,
De histórias e bons momentos já vividos,
Reafirmo, para sempre, a  minha Amizade!

Mas tu que acabaste de chegar, quero dizer,
De bom grado te recebo e faço-te reconhecer,
Tu és a minha mais nova preciosidade!

Natal/RN - Em 26. 01. 2013

NATAL, NOITE DE LUZ


NATAL, NOITE DE LUZ
Eri Paiva


Na madrugada do mundo
Era noite, escuridão...
A vida tristonha, vazia,
E vazio o coração...

Eis que chega então Maria
Trazendo ao mundo Jesus...
E aquela noite então,
Antes escura e tão fria,
Transformou-se toda em Luz

Qual clarão de um novo dia!
Tudo agora resplandece!
A Luz tudo altera, transforma,
Acolhe, embeleza, aquece...
Qualquer espaço preenche,
Põe alegria, enternece...


De sua pobre estribaria,
Plena de Luz e calor,
Jesus, o mundo enriquece!
Não fosse o Sim de Maria,
O mundo não conheceria
Tanta Luz e tanto Amor!


Mossoró/RN/BRASIL

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

CONHEÇA A CULTURA DE NITERÓI NA PASSAGEM DO DIA NACIONAL DA CULTURA EM 05 DE NOVEMBRO. UM FILME PRODUZIDO PELO FOCUS PORTAL CULTURAL. CONFIRA.



(CLICAR NA IMAGEM PARA ASSISTIR AO FILME)


 
 
 
05  DE NOVEMBRO É O DIA QUE ESTAMOS EM FESTA
COMEMORA-SE  O DIA NACIONAL DA CULTURA,
DIA DA LÍNGUA PORTUGUESA
E DIA DO CINEMA BRASILEIRO.

 
 

Nesta quinta-feira (5 de novembro), é comemorado o Dia Nacional da Cultura. A data foi criada em 15 de maio de 1970, pela Lei nº 5.579, e marca o aniversário de nascimento do jurista, político, escritor e diplomata Rui Barbosa (1849-1923).
CLICAR NO LINK DO FOCUS PORTAL CULTURAL


 
FILME PRODUZIDO

Assista ao filme, que o Focus Portal Cultural, Coluna Focus Cultural no Portal Sem Fronteiras e a Coluna Cultura do Jornal Santa Rosa produziram, e o qual mostra toda a cultura da cidade de Niterói - RJ - Brasil.  Em homenagem ao Dia Nacional da Cultura.
O vídeo mostra os artistas, criadores e todos os responsáveis pelas manifestações culturais que enriquecem nossa metrópole.  Apesar de todas as dificuldades, Niterói segue sendo uma das cidades mais importantes culturalmente  no Brasil. Hoje é o dia de todas as manifestações do teatro, da dança, do cinema, do circo, da literatura, das artes visuais.



 
DIA NACIONAL DA CULTURA

 
Cinco de novembro é um dia de festa para a cultura brasileira. E não só por ser o Dia Nacional da Cultura, mas também o da língua portuguesa e o do cinema brasileiro, dois campos considerados estratégicos pelo Ministério da Cultura.
Instituído por meio de Lei Federal, em 1970, o Dia da Cultura é uma homenagem ao jornalista, político, jurista e intelectual Rui Barbosa. A data foi escolhida por ser o dia do nascimento de Barbosa, que foi importante defensor das liberdades civis. Em 1907, ele representou o Brasil na Segunda Conferência Internacional da Paz, em Haia, na Holanda, e, já no final de sua vida, foi eleito juiz da Corte Internacional da Paz. Rui Barbosa também presidiu a Academia Brasileira de Letras após a morte de Machado de Assis. Hoje, o seu acervo intelectual, biblioteca e móveis são administrados pela Fundação Casa de Rui Barbosa, órgão vinculado ao MinC.

LÍNGUA PORTUGUESA
 
Assim como a Cultura, comemora-se também todo 5 de novembro, o Dia Nacional da Língua Portuguesa e do Cinema Brasileiro.
A Língua Portuguesa - É a sexta língua mais falada no planeta, presente em nove países como idioma oficial e em quatro continentes. A expectativa é que, em 2050, 337 milhões de pessoas falem o idioma.
Mas apesar da importância, grandeza e riqueza da língua portuguesa, ainda inexiste uma política cultural para ela. Com o objetivo de estabelecer bases e princípios que subsidiem a criação de uma política brasileira para a área, o Ministério da Cultura promoverá, em junho de 2016, no Rio de Janeiro (RJ), um encontro internacional da Língua Portuguesa. O evento promoverá a afirmação da língua e aproximará países e povos que interagem com o idioma.  Outra expectativa é que o espaço permita avançar no estabelecimento de um mercado comum de bens e serviços culturais entre países lusófonos.
 
CINEMA BRASILEIRO
 
O Dia do Cinema Brasileiro também é festejado em 5 de novembro, em homenagem à primeira exposição pública de cinema no País, concretizada no Rio de Janeiro em 1896. Em comemoração, a Agência Nacional do Cinema (Ancine) anunciará nesta quinta-feira 30 novas produções que receberão recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA).
As obras foram selecionas por meio das chamadas do Prodecine e do programa Brasil de Todas as Telas, que pretende transformar o Brasil em um centro relevante de produção e programação de conteúdos audiovisuais.
Outra importante ação para o cinema brasileiro foi promovida pela Secretaria do Audiovisual (SAv) do MinC. É o Longa BO, que irá estimular produções de longa-metragem de baixo orçamento.
A iniciativa é fundamental para a formação de novos cineastas e na inovação da linguagem e da estética audiovisual. Nos últimos 10 anos, a SAv lançou seis editais para filmes de Baixo Orçamento e teve 38 filmes contemplados. Essas produções participaram de diversos festivais ao redor do mundo, incluindo cerca de 80 eventos nacionais e 60 internacionais, competindo, ganhando prêmios, visibilidade e reconhecimento da crítica especializada.
 
APOIO CULTURAL
 
 

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

6º Prêmio Clube de Autores de Literatura Contemporânea

Estou concorrendo com três livros no 6º Prêmio Clube de Autores de Literatura Contemporânea convido-os a conhecer as obras e dar seu voto, são eles:
Se necessário, copie e cole o endereço na barra de ferramentas para dar seu voto.
Agradeço imensamente,

Teresa Azevedo

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

AS CORES DA MINHA VIDA (1)



AS CORES DA MINHA VIDA (1)
Eri Paiva

Estou aqui a pensar, nas cores da minha vida!...
São cores de encantar! São tão belas, todas elas!
Queres tu, meu amor, que eu  te diga
Quais, dentre tantas, as minhas, são aquelas?

Dentre elas, a primeira é a minha rainha Amarela!
Resplandecente! Igual somente ao dourado do sol,
Quando adentra pela minha janela
Para o meu corpo beijar, a cada novo arrebol!

É a cor da alegria, do poder que contagia
Em seu magnetismo e atração!
Como realeza, se destaca, mas sempre beneficia
E realça a beleza dos outros, com o seu clarão!

Estimuladora do saber, da busca, do conhecer,
Tão criativa, cheia de imaginação...
Amarela!  Sem ti, o que a vida poderia ser?
E eu?  Se és a cor preferida do meu coração?!

Natal/RN – Em 19. 10. 2011


quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Saudade.

 Sou da terra um grão.
 Do universo uma semente! 
Sou do vento o assovio. 
Das flores as pétalas caídas

 Sou assim uma voz...
 A clamar tua presença. 
Sob um sol sem brilho... 
Pelo teu amor, andarilho.

 Sou lembrança esquecida... 
Morrendo lento no vazio da alma! 
Longe do brilho dos olhos teus.

 Sou aquela estrela que perde a luz,
 Folha morta baldia ao vento. 
Porem esperança, do retorno teu.

 Baroneto.