sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Soneto de Questionamento





















Que isto seja ou não
um soneto,
eu meto o peito
e invado o “padrão”.

Agora pergunto à Nação:
cadê o respeito?
Quem quer tudo direito,
mostra-se como lição.

Quem tem coração,
olha para o irmão
e estende a mão...

Já que não tem,
arranca do vintém,
ao último tostão.

A.J. Cardiais
imagem: google

Um comentário:

  1. Excelente, poeta... A Cultura é grande arma, em favor de todos... Parabéns!!!

    ResponderExcluir

O PORTAL DO POETA BRASILEIRO AGRADECE SEU COMENTÁRIO!