quinta-feira, 30 de junho de 2011

Seu borbulhar




Amo seu borbulhar em mim,
fazendo cócegas dentro de mim.
Amo seus gritos e "uivos",
me instigando mais ainda ao prazer.


Sua força que me prensa e
sua volúpia que me devora.
Seu respirar ofegante em uma
gangorra de alucinante tesão.


Os espasmos que se irrompem
em uma frequencia cardíaca de
potencia desvairada e desmedida.
Ao fim, êxtase com gosto de quero mais...


Quero muito e muito mais!

Teresa Azevedo

3 comentários:

  1. Esta sua nova fase está literalmente arrepiando. Bom!!! Muito bom!!! O poeta tem que buscar as suas frequencias. Bj Aline

    ResponderExcluir
  2. Myro Mpedroso Moraes30 de junho de 2011 11:21

    A poesia borbulha nessa menina mulher, poetisa
    maravilhosa...espasmos se irrompem dentro de quem
    a lê...e o gosto de quero mais fica querendo muito mais...voce é linda...bejão

    ResponderExcluir
  3. Anônimo disse...Meus queridos Aline e Myro!
    Agradeço pelo comentário de vocês. Esta nova fase me preocupa um pouco, mas lê-los me tranquiliza.
    Beijos

    Teresa Azevedo

    ResponderExcluir

O PORTAL DO POETA BRASILEIRO AGRADECE SEU COMENTÁRIO!