sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

O QUE APRENDEMOS COM A ESCOLA DA VIDA

Não podemos temer a vida, temos que vive-la com coragem
e vontade de viver, para não sermos mero espectadores
do triunfo de quem não teve esse medo de viver...
Osculos e amplexos,
Marcial

O QUE APRENDEMOS COM A ESCOLA DA VIDA
Marcial Salaverry
É preciso saber aprender tudo o que a vida tem para nos ensinar, pois existem coisas de que não se pode fugir, e assim temos que entender que durante toda nossa vida, iremos enfrentar situações que talvez sejam de difícil ou impossível solução, e que poderão provocar um certo receio em nosso interior, porque uma eventual falta de solução poderá nos causar danos, físicos, financeiros, ou morais. Mas delas não poderemos fugir. É necessário que as enfrentemos.
Precisamos aprender a enfrentar nossos medos. É assim que poderemos justificar nossa passagem pela vida, sabendo como vencer nossas limitações. Sempre há que se considerar que nem todos são vencedores. E a vitória sempre dependerá de circunstâncias, de como iremos aprender o que a vida nos tem para ensinar. Sem medo de errar, sem receio de perder, e que deveremos enfrentar, imbuidos de um forte desejo de vencer.
Existe um pensamento de Maurice Freehill que merece uma análise, por definir bem esse tipo de situação:

"Quem é mais tolo: a criança que tem medo da escuridão ou o homem que tem medo da luz?"
Com toda a certeza, essa pergunta é muito fácil para ser respondida, pois claro está que o homem que tem medo da luz é muitas vezes mais tolo do que a criança que teme a escuridão.
Há que se considerar que a criança está começando a viver, assim sendo, depende de alguém que lhe mostre o mundo.  A escuridão a que nosso amigo se refere, é a vida que ela terá pela frente. Apenas teme o porvir que está por vir, por não saber o que a espera.
Compete, pois, aos pais, aos professores,  acender a luz para que a criança possa ter uma visão clara da vida, e possa definir do que ela deve ter ou não medo.  Portanto, cabe aos adultos orientá-la no sentido de saber enfrentar todas as "escuridões" que fatalmente terá pela frente. Portanto, esse medo da escuridão, metaforicamente, quer dizer que ela apenas teme o desconhecido, que é seu futuro. Ela apenas poderá se basear naquilo que lhe for apresentado, para ir vencendo seus temores, para ir vivendo sua vida, superando assim seu medo pela escuridão.
Assim considerando, esse temor que o adulto tem da luz, indica que realmente é mais tolo que a criança, pois a luz aqui simboliza a vida, com todas as lições que ele teve oportunidade de aprender, e se não as conseguiu aproveitar, é porque realmente é tolo, pois ele já teve oportunidade de discernir bem o que deve ou não ser temido, ficando claro que a luz (a vida) deve ser aproveitada para iluminar o caminho, e nunca poderá ser temida, já que o medo de viver sempre induz ao fracasso. É preciso saber enfrentar ou mesmo contornar obstáculos, nunca fugir deles. Caso sejam insuperáveis, é necessário saber e ter a coragem e o discernimento de procurar novos caminhos.
Aqueles que se encolhem com medo de mostrar-se ao mundo, por temer a luz, não vivem, limitando-se a passar pela vida. O medo de perder, fatalmente impedirá a vitória.
Portanto, este infeliz teme aquilo que ele já conhece, e que lhe falta coragem para enfrentar. Fatalmente será derrotado pela vida.  Passará pelo mundo, mas não viverá, perdendo assim a oportunidade de viver uma série de LINDOS DIAS, que não devem ser perdidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O PORTAL DO POETA BRASILEIRO AGRADECE SEU COMENTÁRIO!